Versão Impressa

Jornal A Hora

Eu Curto

Publicada em 21/04/2017 e atualizada em 22/04/2017

Pontos para o bem-estar

O empresário Cristian Lima dedica algumas horas da semana para acertar cestas, e cuidar da saúde

Crédito: Carolina Chaves da Silva Cristian Lima garante a saúde e novas amizades por meio do basquete
Cristian Lima garante a saúde e novas amizades por meio do basquete

Dez horas de trabalho por dia. Essa é a média do expediente do empresário Cristian Lima, 39. Uma rotina pesada, de muitas viagens e disciplina. O cotidiano ganhou uma válvula de escape num ponto público de Lajeado. Morador da cidade faz quatro anos, Lima descobriu que pode descarregar todo o estresse diário no Parque Professor Theobaldo Dick.

Com 1 metro e 87 centímetros de altura, ele sempre gostou de jogar basquete. “Sempre fui o pior jogador de futebol. Sou o gandula do gandula. Então, como sou alto, jogar basquete foi mais fácil”, brinca.

Na adolescência, disputava campeonatos com os colegas da escola. Já na faculdade, formou um grupo de praticantes. Mas foi em Lajeado que conseguiu jogar de modo contínuo.

No parque, conheceu outros amantes do esporte, e o basquete voltou à rotina do empresário. A cada encontro, o vínculo dos jogadores se fortalecia.

Ao passo em que criaram um grupo de Whatsapp, para marcar jogos duas a três vezes por semana. Hoje, o time tem cerca de 15 integrantes, com idade que vão dos 15 aos 75 anos.

“É um local onde encontro pessoas que tenho pouco convívio. Existe uma camaradagem muito forte. Fazemos só pela diversão, sem estresse, sem competição.”

Lima considera que o ambiente é sadio, inspira o relaxamento.

Pela saúde

Além do momento para se distrair, o empresário cita benefícios à saúde. Em 2012, após fazer uma cirurgia na coluna, o médico estimou que ele necessitasse de três a seis meses de recuperação. Mas em um mês e meio Lima executava as atividades normais.

“Como tenho bastante trabalho, acredito que seja ainda mais importante cuidar da saúde”, aponta.

Quando não consegue jogar, Lima fica menos disposto. Mas quando pode acertar algumas cestas, toma um banho, e ainda volta a trabalhar até de madrugada. “Eu simplesmente paro o que estou fazendo, e vou lá. Suo pra caramba, fico cansado fisicamente, mas emocionalmente renovado. Tenho quase 40 anos, mas não me sinto nem com 30.”

Lima ainda tem como hobby o surf, rafting e stand up paddle.

Notícias relacionadas
Lajeado

Artista retrata movimentos do séc XX

Marmitt iniciou a carreira em 1992 e quer aproximar a comunidade do mundo da arte

Entretenimento

Sociedade, cultura e entretenimento

Para celebrar bons momentos Empreender é lançar-se ao novo, enxergar possibilidades e realizar antes. … Leia mais

Culinária

Disposição em alta

Manter uma alimentação saudável é uma das formas de garantir energia para enfrentar o dia a dia. Quando o … Leia mais