Versão Impressa

Jornal A Hora

Encantado

Publicada em 17/06/2017

Dália presta homenagens e lança livro sobre os 70 anos

Evento reuniu fundadores e líderes do agronegócio nacional

Crédito: Gisele Feraboli Presidentes Freitas e Piccinini (nas duas pontas) com os sócios-fundadores Albino Dalla Vecchia e Rogero e Adelia Togni
Presidentes Freitas e Piccinini (nas duas pontas) com os sócios-fundadores Albino Dalla Vecchia e Rogero e Adelia Togni

Mais de 600 convidados acompanharam a festa dos 70 anos da Dália Alimento. O evento ocorreu na data da fundação, 15 de junho, e lotou o auditório do Sicredi.

Os presidentes executivo e do Conselho de Administração, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas e Gilberto Piccinini, estabeleceram um paralelo entre passado, presente e futuro da cooperativa. Destacaram a importância das famílias na construção da Dália, os avanços tecnológicos implantados que fizeram a cooperativa crescer e as metas.

Reforçar a marca em âmbito nacional e aumentar a escala de faturamento está entre os projetos. O objetivo é chegar a 2020 com um faturamento anual de R$ 2 bilhões, estima Freitas.

O sucesso da Dália é o resultado da dedicação e do empenho de todos os funcionários e associados.” – Gilberto Piccinini, presidente do Conselho Administrativo

Piccinini destacou a felicidade em comemorar os 70 anos com mais de quatro mil famílias associadas e os projetos de sucessão familiar. Diante do momento ecônomico, cobrou dos governos estadual e federal mais atenção às cooperativas, com o espaço merecido e não apenas apoiar grandes empresas. “Tem que se criar um conceito novo de gestor público e privado em que a população seja tratada com igualdade”, enfatizou.

À noite também foi apresentado o novo Conselho de Administração para o mandato 2017/2021.

Troféu Dália foi entregue para dez autoridades ligadas à cooperativa
Troféu Dália foi entregue para dez autoridades ligadas à cooperativa

História em livro

Idealizada por João Batista Marchese e apoiada por 386 produtores, a Cooperativa dos Suinocultores de Encantado (Cosuel) foi criada com o objetivo de acabar com a exploração dos frigoríficos. O grupo tinha como lema “Um por todos e todos por um”. As raízes desse pensamento têm influência do sistema cooperativista implantado na Europa pelo reformista social Robert Owen.

Para marcar essa história, houve o lançamento do livro Destemidos – O Espírito Cooperativista dos Probos de Rochdale ao Empreendedorismo Neocooperativista da Dália Alimentos. São 320 páginas sobre o berço do cooperativismo, na Inglaterra, passando pela história da Dália, fundada em 1947, até hoje.

Conforme os autores, Tânia e Charles Tonet, as pesquisas demoraram dois anos. A obra foi escrita em quatro meses.

Fundadores

Na lista de convidados, dois assentos especiais: Albino Dalla Vecchia e Rogero Togni, únicos dos 387 sócios-fundadores ainda vivos. Piccinini e Freitas entregaram a eles os dois primeiros exemplares do livro.

Rogero Togni, 98, estava acompanhado da mulher Adelia, 93. “Estou feliz da vida. Tudo o que Marchese disse é verdade. Criem seus filhos para gerenciar a cooperativa e foi o que aconteceu com o Piccinini e o Freitas”, disse. Dalla Vecchia, 98, também admitiu que nunca imaginou ver a cooperativa crescer tanto e presenciar a comemoração dos 70 anos.

Troféu Dália

Dez personalidades que marcaram a história da cooperativa foram homenageadas com o Troféu Dália.

Receberam o reconhecimento: o técnico agropecuário, Elói Blömker, com 42 anos na área de nutrição animal; o médico-veterinário, Luiz Henrique Kaplan, 30 anos como supervisor; Nemir Lorenzi, 51 anos na contabilidade, finanças, controles e registros; A empresa de representação Guapo Representações, que faz 20 anos é representante da Dália no nordeste brasileiro; O conselheiro da região de Candelária, Eusébio Morsch.

Outros homenageados foram os conselheiros da região de Serafina Corrêa, Lidenor Giliotto; e de Arroio do Meio, Rubino Rahmeier. O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal e ex-ministro da Agricultura, Francisco Turra; Márcio Lopes de Freitas, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras e o ex-ministro da Agricultura e da Aliança Cooperativa Internacional, Roberto Rodrigues

Notícias relacionadas
Arroio do Meio

Município cria Comitê de Segurança Pública

Objetivo é promover um planejamento para reduzir os índices de violência

Lajeado

Suspensão de castrações preocupa voluntários

Administração municipal anuncia retomada nos próximos dias

Estado

Servidores do Judiciário param por 24 horas

Em protesto contra o pacote de medidas do governo gaúcho e a falta de diálogo do Piratini com os servidores… Leia mais