Versão Impressa

Jornal A Hora

Eu curto

Publicada em 17/06/2017

Pedaladas, pra que te quero

Bicicleta é coisa séria para Frederico. O cara sai com duas rodas pelo menos três vezes por semana, como distração
Bicicleta é coisa séria para Frederico. O cara sai com duas rodas pelo menos três vezes por semana, como distração

O fotógrafo Frederico Sehn está cada vez mais envolvido com a sua bike. O que começou como um hobby, ainda criança, se transformou em rotina. Dependendo do destino, ele prefere nem tirar o carro da garagem e sai mesmo é sobre duas rodas. Fora os trajetos para compromissos, ele pedala pelo menos três vezes por semana, como distração.

A inspiração foi o exemplo do irmão, Paulo, que sempre gostou de andar de bike. Fred decidiu acompanhar ele em alguns passeios e se encantou pela liberdade aliada à prática de exercício físico. “Vi que fazia muito bem para meu irmão e testei. É uma maneira eficaz de amenizar o estresse”, revela. A melhor parte é chegar ao destino, quando vem aquele gosto de dever cumprido e as pernas lembram que a atividade foi puxada.

Paulo (ao fundo) foi a inspiração para Frederico. Passeios juntos são recorrentes
Paulo (ao fundo) foi a inspiração para Frederico. Passeios juntos são recorrentes

O gosto pela bicicleta cresceu a tal ponto que ele sentiu a necessidade de criar um grupo para unir pessoas com o mesmo interesse. “Criei um grupo de ciclismo em Estrela chamado Riders, hoje com cerca de cem integrantes. Agora não dá mais pra largar a bike”, brinca. O roteiro mais longo foi uma saída de Estrela, passando por Lajeado, Forquetinha, Canudos do Vale, Boqueirão do Leão, Progresso e Marques de Souza, ida e volta. Ao final do trajeto, foram percorridos cerca de 120 quilômetros, em pouco mais de oito horas.

A paixão é tanta que ele tem quatro bicicletas. A Mountain Bike, que serve para asfalto e estrada de chão, é a mais usada nas pedaladas; a Tandem, bike para duas pessoas, é um projeto dele mesmo e serve para diversão com amigos em trajetos mais curtos; a Monark 77, original, é item de colecionador e está à venda; e a Speed Super Monark 10, serve de decoração na sacada.

Antes da atividade, Frederico afirma que não pode faltar um bom alongamento de pernas, costas, pescoço e braços. A segurança fica garantida com o uso de capacete, luvas e iluminação específica. Os destino dos próximos passeios ainda não foram decididos.

Notícias relacionadas
Encantado

Escritório desenvolve jogo da vida gigante para abrigo

Um tabuleiro gigante colorido retrata o famoso jogo da vida. A iniciativa foi criada a partir de uma reunião … Leia mais

taquari - Cultura

Instituições se unem para recuperar teatro histórico

A construção de um bar, com vista para a Lagoa Armênia, deve ser uma novidade do ponto

Lajeado - gincana lajeado

Gincaneiros questionam uso de recursos públicos

Realizada no fim de semana, a IX Gincana Lajeado rendeu discussões nas redes sociais