Versão Impressa

Jornal A Hora

Vale do Taquari

Publicada em 15/07/2017

MP denuncia prefeito no caso do lixo

Processo de improbidade administrativa envolve também um ex-vice prefeito de Lajeado

Crédito: Arquivo A Hora Rafael Mallmann está no segundo mandato. Ele é denunciado junto com servidores
Rafael Mallmann está no segundo mandato. Ele é denunciado junto com servidores

O Ministério Público (MP) local ajuizou ação civil pública por improbidade administrativa contra o prefeito de Estrela, Carlos Rafael Mallmann, por suposto envolvimento na prática de crime contra a ordem econômica, envolvendo a contratação emergencial de serviços de recolhimento de lixo.

É o mesmo caso que gerou, nesta semana, denúncia criminal contra o secretário de Meio Ambiente, Hilário Eidelwein, e o chefe de gabinete, Cliver André Fiegembaum, além de sete empresários de Lajeado e Estrela. Entre esses, o ex-vice prefeito lajeadense e também ex-presidente do PP na cidade, Luis Humberto Kolling, o “Betinho”.

Diferente da ação criminal, que não citava o prefeito de Estrela, o processo de improbidade administrativa busca a reparação dos danos ao erário. Além dos nomes já citados, também foram denunciados os integrantes da família Vargas, Gilberto, Leandro e Sílvia, sócios-proprietários da Urbanizadora Lenan.

A ação foi ajuizada nessa quinta-feira e já está no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS). Ainda não consta o valor da ação, e tampouco detalhes sobre os denunciados. Além de Mallmann, Kolling e os três integrantes da família Vargas, foram denunciados Augusto Bassani Kolling, Luciano da Silva Moraes e Sandro Volnei Gerhardt.

Entenda o caso

Nessa quinta-feira, a 2ª Promotoria de Justiça de Estrela ajuizou denúncia criminal contra os sete empresários, Fiegembaum e Eidelwein. Os sete foram denunciados pela prática do crime contra a ordem econômica e peculato. Os dois agentes públicos respondem pelo crime de peculato – com pena aumentada de um terço por serem cargos comissionados.

As investigações foram coordenadas pelo promotor de Justiça Daniel Cozza Bruno, desde outubro de 2014, em Lajeado, Estrela, Fazenda Vilanova e Teutônia. Segundo o MP, os proprietários das empresas Urbanizadora Lenan Ltda e Compacta Blocos de Concreto Ltda abusaram do poder econômico ao tentar dominar o mercado de serviços de recolhimento de lixo, limpeza de ruas, varrição, roçada e capina mecanizada.

Para o MP, os empresários dominavam o setor por meio da sucessão das empresas, para dar continuidade aos contratos administrativos obtidos pela Lenan à Compacta. O promotor afirma que houve inclusão de “laranjas” no quadro societário da empresa Compacta, além de informações falsas repassadas pelos gerentes à Junta Comercial do RS.

Como a Lenan enfrentava problemas financeiros, cita o MP, foi realizado um esquema para repassar os serviços para a Compacta por meio de contratos emergenciais e dispensas de licitação, com a participação dos servidores municipais, que teriam falhado, ainda, na fiscalização. As investigações apontam para sobrepreço de até 10% durante o emergencial, valor que seria próximo de R$ 9,8 mil mensais.

Denunciados aguardam formalização

Um dos empresários denunciados, Luis Humberto Kolling, 55, conhecido como Betinho Kolling, foi vereador e vice-prefeito de Lajeado, na gestão PP. Concorreu em 2006 ao cargo de deputado estadual, pelo PPS, mas não se elegeu. Desde então, não ocupou mais cargos públicos. Em 2013, criou a Compacta Blocos de Concreto Ltda-ME, em Estrela. O filho, Augusto Bassani Kolling, ocupava o cargo de sócio-gerente na empresa, que teria sido vendida para a Urbanizadora Lenan. Betinho Kolling atendeu a reportagem, mas preferiu não se pronunciar, enquanto não receber a denúncia oficial.

O A Hora tentou desde o início da noite de quinta-feira conversar com o proprietário da Urbanizadora Lenan. Até o fechamento desta edição, não conseguiu.

O governo de Estrela espera a formalização da denúncia contra o prefeito para se manifestar.

Notícias relacionadas
Arroio do Meio

Prefeitos conhecem obras do complexo avícola da Dália

Cooperativa reforçou pedido de engajamento para atender etapas dentro dos prazos

Santa Clara do Sul 

Economista do Ano de 2016 palestra na região

Patrícia Palermo aborda cenário econômico e os desafios para 2018

Forquetinha

Verba garante pavimentações

Emenda parlamentar será destinada para abertura e pavimentação de rua no centro