Versão Impressa

Jornal A Hora

Lajeado

Publicada em 12/08/2017

Município marca reuniões para debater Plano Diretor

Crédito: Divulgação Das 33 associações de bairros, o projeto já foi debatido em 28
Das 33 associações de bairros, o projeto já foi debatido em 28

O Plano Diretor Lajeado 2040 continua com as reuniões comunitárias. Nesta semana, ocorreram encontros com as associações do Jardim do Cedro, Praia, Alto do Parque e Conservas. Na sexta-feira à noite, moradores do Olarias e do Loteamento Visão conheceram o projeto.

Na próxima semana, estão agendadas três reuniões. Na terça-feira, os encontros ocorrem nos bairros Centenário e Florestal. Na quinta-feira, a audiência será com moradores do São Bento. A última reunião será no bairro Hidráulica.

O cronograma foi elaborado pelo coordenador de Relações Comunitárias, Ítalo Reali, em conjunto com as associações. Em cada uma das reuniões, secretários do município apresentam as comunidades o projeto do Plano e anotam as demandas de cada região para que, em um segundo momento, sejam avaliadas e estudadas para posterior consideração da equipe do Plano Diretor.

O projeto do Plano Diretor Lajeado 2040 tem oito eixos de desenvolvimento (economia, educação e cultura, saúde, esporte e lazer, desenvolvimento social, urbanismo, meio ambiente e aspectos administrativos). É liderado pelo arquiteto e urbanista Enio Perin, com apoio de equipes internas da prefeitura e com parceria técnica da Univates. No dia 14 de setembro ocorre a primeira audiência pública do projeto. A segunda será no dia 12 de dezembro.

Para saber mais sobre o Plano Diretor, a comunidade pode visitar o escritório do plano, na rua Bento Gonçalves, 524, ou enviar e-mail para planodiretorlajeado@lajeado.rs.gov.br

Notícias relacionadas
Lajeado

Famílias aguardam chaves para entrar nos apartamentos

Assinatura dos contratos ocorreu ontem à tarde ginásio Claudião

Vale do Taquari

Estado acerta repasse de maio ao Samu

Meses anteriores permanecem em débito

Lajeado

Governo pretende buscar crédito para pavimentações

Estudo prevê cerca de R$ 30 milhões para novas obras