Versão Impressa

Jornal A Hora

Lajeado

Publicada em 12/08/2017

Sicredi inaugura sede e fortalece cooperativismo

Localizado no São Cristóvão, prédio de 8,4 mil metros quadrados custou R$ 32,5 milhões

Crédito: Thiago Maurique Cerca de 300 pessoas participaram da inauguração do prédio no bairro São Cristóvão nessa sexta-feira
Cerca de 300 pessoas participaram da inauguração do prédio no bairro São Cristóvão nessa sexta-feira

A inauguração da nova sede do Sicredi evidencia a força do cooperativismo na região. Fruto de um investimento de R$ 32,5 milhões, o prédio localizado na rua Piraí altera a realidade do bairro São Cristóvão ao mesmo tempo em que centraliza e facilita o atendimento aos clientes.

Cerca de 300 pessoas participaram da cerimônia oficial de inauguração. Presidente da cooperativa, Adilson Metz ressalta a evolução da primeira sede própria da cooperativa após 24 anos. Segundo ele, em 1993 o Sicredi deixou um espaço de 80 metros quadrados por uma estrutura alugada, e agora inicia as operações em uma estrutura cem vezes maior.

De acordo com Metz, o tamanho e a tecnologia empregada na estrutura visam proporcionar mais conforto ao cliente e valorizar os atendimentos. Conforme o presidente, a data marca mais do que a construção do prédio. Marca o sucesso do esforço, da organização e da honestidade de todos os envolvidos com a cooperativa.

Prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo ressaltou o potencial do cooperativismo regional e o papel do modelo de organização na diversificação da economia do Vale. “Temos aqui cooperativas de crédito, de produção de alimentos, energia, entre outras que caracterizam a região.”

Segundo ele, a inauguração representa mais um marco no crescimento de Lajeado, em especial do bairro São Cristóvão. Para ele, a rua Piraí está se tornando o novo centro financeiro e de negócios da cidade.

111 anos de história

Se hoje o Sicredi Vale do Taquari tem um patrimônio líquido superior a R$ 150 milhões, isso se deve ao trabalho realizado ao longo dos 111 anos de história da cooperativa, fundada em março de 1906 por 18 integrantes do Sindicato Agrícola.

O nome original, Caixa Econômica e de Empréstimo de Lageado, perdurou até 1926, quando passou a se chamar Banco Popular de Lageado. Desde então, a associação passou por diversas mudanças provocadas por alterações nas legislações e políticas monetárias do país.

Em 1992, as cooperativas de crédito rurais integrantes do Cocecrer passaram a adotar a marca Sicredi, e em 1993 a associação lajeadense ingressou no mesmo sistema.

A partir do ano 2000, a cooperativa iniciou uma nova fase de crescimento contínuo que culminou, em 2016, na marca de R$ 1 bilhão de recursos financeiros administrados. Hoje, abrange 11 municípios e alcança 51 mil sócios.

Estrutura

O prédio de sete pavimentos foi construído para receber toda a estrutura administrativa e da superintendência regional do Sicredi, além da agência do bairro São Cristóvão.

O local tem auditório todo automatizado, com capacidade para 293 pessoa, além de um memorial que resgata a história da cooperativa por meio de fotos, documentos e equipamentos antigos.

No lado externo, a construção tem estacionamento com 133 vagas, sendo 110 cobertas, divididas entre o subsolo e o edifício-garagem anexo ao prédio principal.

Mais de 60 pessoas farão parte do quadro funcional da empresa, 40 delas a partir dessa segunda-feira, e outras 23 a partir do dia 21. A partir da próxima semana, associados poderão fazer uma visita guiada pela estrutura.

Thiago Maurique: [email protected]

Notícias relacionadas
Vale do Taquari

Prefeitos buscam recursos federais para o turismo

Municípios da Amturvales tentam viabilizar emendas parlamentares

Lajeado

Novas regras para o rotativo iniciam nesta segunda-feira

Tarifa de Pós-pagamento será aplicada contra motoristas inadimplentes

Vale do Taquari

Prefeitos organizam consórcio dos açorianos

Intenção é captar recursos para diversas áreas de forma coletiva