Versão Impressa

Jornal A Hora

Estado

Publicada em 19/10/2017

Servidores do Judiciário param por 24 horas

Crédito: Thiago Maurique/Arquivo Em estado de greve, categoria ameaça paralisação geral para novembro
Em estado de greve, categoria ameaça paralisação geral para novembro

Em protesto contra o pacote de medidas do governo gaúcho e a falta de diálogo do Piratini com os servidores, os trabalhadores do TJ-RS realizam hoje uma paralisação. Por 24 horas, serão realizados apenas procedimentos de urgência, emergência, ou previamente agendados.

Os servidores ainda questionam o índice de reajuste salarial de 5,58% apresentado pela direção do TJRS, e do vale-alimentação para ativos e inativos. O percentual valerá a partir de janeiro de 2018 e não é retroativo.

Os trabalhadores pedem reposição de 20% nos vencimentos, além da equiparação do auxílio-alimentação ao mesmo valor recebido pelos magistrados. A categoria reclama que o percentual não foi discutido, e apenas corresponde ao índice IPCA registrado entre abril e novembro de 2015.

Os servidores do Judiciário estão em estado de greve desde o dia 29 de setembro. Uma nova assembleia deve definir, em novembro, se a categoria cruza os braços em definitivo. Uma segunda paralisação por 24 horas está prevista para a próxima quinta-feira, 26.

Notícias relacionadas
Vale do Taquari

Sicredi conquista 5º lugar no ranking dos 500 Maiores do Sul

Instituição financeira cooperativa com mais de 3,6 milhões de associados e atuação em 21 estados, a … Leia mais

Lajeado

Varejo local adota Black Friday para incrementar vendas

Empresários adotam estratégia para competir com comércio virtual e elevar faturamento

Vale do Taquari

Prêmio Agas reconhece três empresas da região

Girando Sol, Fruki e Languiru receberam distinção do setor supermercadista