Versão Impressa

Jornal A Hora

Estrela

Publicada em 14/11/2017

Estrela da Manhã vence concurso estadual

Instituto conquistou mais de 267 mil votos e comemorou título do Tamu Junto com a Cipave

Crédito: Divulgação Premiação ocorreu ontem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre
Premiação ocorreu ontem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre

Centenas de alunos, professores e diretores da rede estadual foram recebidos no Theatro São Pedro em comemoração à implantação de Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves). A solenidade de premiação do concurso Tamo Junto com a Cipave, organizado pelas secretarias de Políticas Sociais, Educação e Comunicação, com o apoio do Grupo RBS, engajou a comunidade escolar de 15 municípios da Região Metropolitana e do interior.

A mobilização, que uniu uma iniciativa do poder público com o empenho da comunidade escolar, foi promovida nos meses de setembro e outubro. A participação das escolas consistiu na produção de um vídeo inspirado no comercial do programa, utilizando o jingle da campanha por meio de dublagem. Ao todo, participaram 345 escolas de 175 municípios. No período de um mês, os vídeos concorrentes receberam 1.210.841 votos.

O Instituto Estadual de Educação Estrela da Manhã, de Estrela, foi o vencedor do concurso, com 267.580 votos. A diretora Ângela Bitencourt Zimmermann comemorou o resultado.

“Nada, exatamente nada do que aconteceu na escola seria possível sem o apoio da coordenadora da Cipave (Luciane Manfro). Esse é um dos maiores exemplos de que toda escola deve ter, desde a base, pessoas sendo preparadas para o futuro”, afirmou. “Aqui estão os nossos futuros líderes e os futuros professores do RS”, completou.

A escola campeã recebeu um kit audiovisual, troféu e terá o vídeo exibido na programação da Rádio Atlântida e na internet, a partir de hoje, 14, e em emissoras de tevê, no dia 20.

A Escola Estadual de Ensino Fundamental São João Bosco, de Lajeado, que ficou com o segundo lugar, e a Escola Estadual de Ensino Fundamental Doutor Alfredo D’amore, de Carazinho, que ficou com a terceira colocação, também receberam troféus.

Maior atenção à comunidade escolar

O governador José Ivo Sartori discursou sobre o crescimento do programa, que ultrapassou a expectativa de chegar a cem escolas e acabou com a participação de mil instituições no primeiro ano.

“O meu primeiro emprego foi como professor de escola, em Caxias do Sul, e, aqui, tenho a alegria e a satisfação de ver que podemos construir nas escolas um ambiente melhor. Às vezes, isso significa fazer reformas, e esperamos concluir essas reformas em mais de 600 escolas até o próximo ano. No RS, quando todo mundo trabalha junto, dá tudo certo. E a gente não precisa ser melhor do que ninguém, mas precisamos fazer diferente”, comemorou.

O secretário da Educação, Ronald Krummenauer, falou sobre o desenvolvimento em médio e longo prazos que as Cipaves trarão às escolas.

“Não tem nada mais importante do que o nosso aluno. Tudo o que a gente fizer tem que ser voltado ao aluno. Quando a gente vê questões como essa, com a mobilização e o entusiasmo dos alunos dizendo que a nota e o ambiente melhoraram, tudo vale a pena. Estamos indo ao encontro daquilo que é mais importante no estado”, reforçou.

Parceria 

A secretária de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori, parabenizou as escolas envolvidas na competição e todas aquelas que participam do programa pelo estado.

“Esse é um momento muito bonito. As experiências das escolas são sensacionais e a Cipave é essa harmonia, é o que se busca dentro da escola, que traz um melhor aprendizado e melhores relações na comunidade escolar”, enfatizou.

A Cipave é uma semente que começou em Caxias do Sul e que a Secretaria da Educação expandiu para todo o estado. Nós, da Comunicação, vimos a oportunidade de fazer uma campanha super legal, que é, sobretudo, uma homenagem a todas as escolas do RS”, ressaltou o secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú.

“Com esse projeto, descobrimos inúmeros talentos em nossas escolas. São diversos cantores, coreógrafos e dançarinos. Esse é um trabalho em comunidade e a cultura da paz é isso, é ter esse amor, os pais de volta à escola e todos unidos”, disse a coordenadora estadual da Cipave, Luciane Manfro.

Notícias relacionadas
Lajeado

Comunidade reage contra mudanças na rede municipal

Governo justifica medidas como fundamentais para a educação de Lajeado

Encantado

Jovens comandam sessão do Legislativo

Sessão do Parlamento Jovem ocorre a partir das 19h

País

Relatório gera debate sobre ensino

Banco Mundial sugere cobrança de mensalidade em universidades públicas