Versão Impressa

Jornal A Hora

Vale do Taquari - RUMOS DO JORNAL IMPRESSO

Publicada em 14/11/2017

Tecnologia muda jornalismo, mas preserva valores

Diário de Pernambuco e Infoglobo apostam em modelos integrados

Crédito: Divulgação No Diário de Pernambuco, jornal mais antigo do Brasil, diretores do A Hora conheceram o estúdio de conteúdo
No Diário de Pernambuco, jornal mais antigo do Brasil, diretores do A Hora conheceram o estúdio de conteúdo

A viagem da comitiva regional ao Porto Digital de Recife também apontou novas perspectivas para o mercado de comunicação. Integrantes da comitivas, os diretores do A Hora aproveitaram a oportunidade para visitar a sede do Diário de Pernambuco e ainda foram ao Rio de Janeiro conhecer a estrutura do Infoglobo.

De acordo com o diretor-geral do A Hora, Adair Weiss, os diretores integraram a comitiva regional por entender a necessidade de participar dos momentos relevantes para a região. “Conhecer lugares que se desenvolvem acima da média a partir de inovações tecnológicas é fundamental”.

Segundo ele, quando o governo municipal de Lajeado e a Univates decidiram conhecer um dos principais destinos tecnológicos do mundo, a empresa precisa estar presente. “O jornal é um disseminador de boas práticas e boas ideias que podemos aproveitar na região.”

De acordo com Weiss, Recife era uma das cidades mais pobres do País e hoje é apontada como um polo de inovação. Para o diretor-geral, foi possível perceber pontos positivos e os desafios de Lajeado para assegurar o desenvolvimento tecnológico.

“De bom, temos a cultura de cooperação entre as pessoas e de associativismo, mas percebemos o desafio de romper com o conservadorismo”, ressalta. Conforme Weiss, o papel do jornal é compartilhar com os atores regionais as tendências, e pensar quais podem ser aplicadas na região.

Conforme o diretor-geral, a visita aos meios de comunicação mostrou que o jornalismo sério e profissional tem os mesmos desafios em todos os lugares. Segundo ele, a aposta dos veículos é investir cada vez mais na profissionalização e relevância do conteúdo, além de manter o envolvimento nas demandas e bandeiras regionais.

“O jornal precisa cada vez mais permear e se envolver com a sociedade”, aponta. Em termos tecnológicos, as plataformas digitais se apresentam como um dos principais desafios, e gera dúvidas mesmo para uma empresa como a Globo. “O Infoglobo faz experimentos de erros e acertos, em uma tentativa permanente para saber o que fazer no mundo digital.”

Para Weiss, a grande lição da viagem é que os erros e os problemas podem ser utilizados na criação das soluções. “Temos uma cultura do não errar, que está se desfazendo. Precisamos errar repetidas vezes, até acertar.”

Segundo ele, a região precisa se abrir mais para um mundo de experimentação. De acordo com o diretor-geral, a criação da comitiva mostra que a Univates e a administração municipal estão atentas a esses movimentos. Com isso, aponta, a cidade dá um passo adiante na busca por soluções capazes de gerar desenvolvimento.

Visita ao Infoglobo apontou a tendência de manter uma sinergia entre diferentes setores em busca de resultados
Visita ao Infoglobo apontou a tendência de manter uma sinergia entre diferentes setores em busca de resultados

Estúdio digital 

Diretor comercial do A Hora, Sandro Lucas destaca a tendência da criação dos estúdios de criação de conteúdo para marcas com a utilização dos preceitos do jornalismo. Segundo ele, no Diário de Pernambuco, jornal mais antigo do Brasil com 192 anos de história, esse modelo é experimentado com sucesso desde o início do ano.

“Eles deslocaram jornalistas para trabalhar diretamente nessa produção”, aponta. Conforme Lucas, o desafio encontrado pelo veículo foi o de mostrar importância desse trabalho, que se valem da curadoria e da credibilidade dos veículos para transformar o mercado de publicidade.

“O desafio é o empresário compreender a assertividade dessa estratégia que envolve o anuncio publicitário e também a produção de conteúdo com ferramentas do jornalismo”, alega. Afirma que o A Hora se prepara cada vez mais para essa realidade, por meio de profissionais multidiciplinares capazes de atender essa necessidade do mercado.

União entre setores

Diretor de operações do A Hora, Fabrício Almeida destaca a tendência de sincronização entre os diferentes setores verificado tanto no Infoglobo quanto no Diário de Pernambuco. Segundo ele, nas empresas não existe nenhum setor que pode se dar ao luxo de não conversar com outro, com o objetivo de assegurar audiência e bons resultados comerciais.

“O Globo com prédio novo consegui estabelecer uma horizontalização muito forte pois os profissionais dos diferentes setores trabalham em um mesmo espaço físico”, aponta. Segundo ele, no Diário de Pernambuco o prédio é antigo e as equipes se movimentam mais.

“Mas o que fica e pode ser aplicado em outras empresas é que o nível de conversas e microreuniões que ocorrem diariamente é alto e muito importante e dinamiza a solução dos problemas”, ressala. Para ele, a grande vantagem dessa horizontalização é que não se perde mais tanto tempo.

Jornalismo com valor

Para o diretor de conteúdo do A Hora, Fernando Weiss, outra tendência fundamental é a necessidade de apostar cada vez mais no jornalismo de qualidade, independente da plataforma. “O fundamental é produzir conteúdos orgânicos e relevantes, seja para o jornal ou para os meios digitais.”

Conforme o diretor de conteúdo, o A Hora está trabalhando em um projeto para produção de conteúdo on-line, vídeos e redes sociais, com o cuidado de manter a mesma qualidade empregada no jornal impresso.

Diante do avanço de canais disseminadores de notícias falsas, as chamadas fake news, Weiss destaca a criação de equipes de fact cheking, para não apenas mostrar o que é ou não verdadeiro, mas também para expor as informações falsas aos leitores.

Thiago Maurique: [email protected]

Notícias relacionadas
Marques de Souza

Prefeito reduz custos. Economia garante compra de máquinas

Cerca de R$ 2 mi foram usados para comprar retroescavadeiras e caminhão

Encantado

Memorial relembra Olimpíada

Iniciativa marca um ano da passagem da tocha pela cidade

Estrela

Segundo núcleo conclui curso de normas sanitárias

Moradores do distrito de Delfina concluíram o curso Boas Práticas no Serviço de Alimentação. Cerca de 25 … Leia mais