Versão Impressa

Jornal A Hora

Abre Aspas

Publicada em 11/10/2017

“[…]Me sinto mais leve, exercício é tudo de bom.”

Crédito: Ezequiel Neitzke 2017_10_11_ezequiel neitzke_abre aspas

A aposentada Rosane Broenstrup Zang, 65, começou a praticar exercícios com 45 anos. Hoje treina muay thai cinco vezes por semana.

• O que lhe motivou a fazer exercícios físicos?

Certa vez me olhei no espelho e disse: ‘Chega, vou começar a fazer alguma coisa!’, pois não estava mais com o corpo que queria, estava sempre mal-humorada, com dores no corpo, com celulite, então, cheguei à conclusão que deveria fazer algo.

• Você foi logo para o muay thai ou fez outro exercício antes?

Antes dos meus 45 anos, não praticava nenhum tipo de exercícios. Então, há 20 anos, comecei com caminhadas, logo depois, acrescentei aulas de ginástica localizada, aeróbica e musculação. Quando meu genro abriu uma academia de muay thai em Lajeado, minha filha me incentivou a participar também. Desde então, não parei mais.

• Quantas vezes por semana você pratica?

Treino todos os dias. Quando não vou para a academia, vou caminhar ou correr.

• Como é a preparação para os treinamentos?

Me alongo bem todos os dias, antes e depois dos treinos. Tem um alongamento que iniciei na época que fazia ginástica na Afal. Tinha uma professora de ginástica que era fantástica no alongamento. Certo dia, pedi pra ela como fazer, ela me ensinou e comecei a praticar. Todos os dias pratiquei mais e hoje consigo me alongar bem.

• O que mudou na sua vida após os exercícios físicos?

Mudou tudo. Eu era mal-humorada, tinha muitas dores no corpo e os exercícios físicos me ajudaram a melhorar em tudo. Tenho uma saúde melhor, tenho mais disposição. Hoje me sinto mais leve, fazer exercícios é tudo de bom.

• Não é comum ver pessoas como você nas academias de artes marciais. Aconselha as pessoas a procurar esses estabelecimentos?

Se falo com as pessoas para fazerem muay thai, elas me contestam, acham que não é coisa de mulher, não é coisa de pessoas da minha idade. Inclusive, em uma recente viagem, tive uma discussão com uma amiga quando estava tentando incentivá-la a fazer também. Ela me disse que era coisa de louco e que não era coisa para gente. Mas aconselho as pessoas a procurarem, pois, apesar de parecer violento e estressante, na verdade, os treinos são ótimas formas de relaxar e manter o corpo em atividade.

Ezequiel Neitzke: [email protected]

Notícias relacionadas
Lajeado - FEIRA DO LIVRO

Leitura transcende gerações

Pais aproveitam Feira do Livro para ensinar o hábito aos filhos. Evento foi aberto ontem à noite e vai até … Leia mais

Lajeado

Uambla elege nova direção. Inscrição de chapa acaba hoje

Prazo era até segunda-feira, mas foi protelado pelo atual presidente Salvatori

Lajeado

Suspensão de castrações preocupa voluntários

Administração municipal anuncia retomada nos próximos dias