Versão Impressa

Jornal A Hora

Abre Aspas

Publicada em 06/06/2017

O meio ambiente e a ingratidão humana

conexão_022O meio ambiente com toda sua magnitude e beleza oferece-nos belíssimas paisagens que inspiram nossos dias.

Oferece-nos um dos bens mais preciosos para nossa subsistência a água.

Oferece-nos diversos tipos de alimentos, independente do tipo de sua dieta alimentar.

Oferece-nos os cantos dos pássaros com suas belas melodias.

Oferece-nos o mar com sua beleza estonteante que proporciona prática de esporte, alimentos, lazer, petróleo, entre outros proveitos.

Oferece-nos a biodiversidade, que é um grandioso armário de medicamentos que tem provido a humanidade com uma vastidão de recursos que salvam vidas.

Oferece-nos matéria-prima para criação de infindáveis bens indispensável para vida humana.

E, em contrapartida a esses inúmeros benefícios oferecidos pela mãe natureza, retribuímos com poluição desenfreada dos mananciais, rios, lagos e mares destruindo toda vida que neles habita.

Desmatamento incontrolável de florestas, matas ciliares, promovendo a agricultura e pecuária sem qualquer preocupação com as espécies que serão prejudicadas.

Queimadas, método comum entre os agricultores que as utilizam para preparar o solo para plantio. Essse método primitivo causa danos ao solo e aos demais recursos naturais.

Caça e pesca sem critérios, tendo como consequências algo desastroso, uma vez que muitas espécies estão correndo risco de extinção em função dessa atuação e, como equilíbrio do ecossistema depende da existência de todas as espécies, quanto maior a atividade predatória, maiores serão as consequências.

Tráfico de animais. A retirada de animais silvestres da natureza gera não apenas sofrimento animal, mas pode ter consequências ambientais graves, com ameaça de extinções locais ou extinção da espécie como um todo, até desequilíbrios ecológicos com consequências econômicas.

Ampliações desordenadas das fronteiras agropecuárias dentro das áreas de mata nativa.

Produção maciça de lixo e seu descarte irregular, ocasionada pelo consumismo frenético.

Os seres humanos e seu egocentrismo monstruoso

A defesa da natureza não é papinho de ambientalista, mas, sim, deveria ser um principio de toda sociedade, pois a estabilidade da vida na terra está intrinsicamente relacionada com a saúde do meio ambiente, então, sejamos coerentes e gratos por tudo que a natureza nos proporciona, fazendo nossa parte enquanto ainda temos tempo de salvar as nossas vidas e das futuras gerações. Quem sabe neste mês que “celebramos” o Dia do Meio Ambiente possamos fazer uma análise e reflexão sobre as nossas atitudes perante esse bem imensurável.

Notícias relacionadas
taquari - Cultura

Instituições se unem para recuperar teatro histórico

A construção de um bar, com vista para a Lagoa Armênia, deve ser uma novidade do ponto

craques solidários

Zico confirma presença no jogo

Segunda edição ocorre no dia 15 de dezembro no Estádio Olímpico da Univates

Internacional

Dourado e Damião de volta

Recuperados de lesão, jogadores devem enfrentar o Criciúma