Versão Impressa

Jornal A Hora

Vale do Taquari

Publicada em 21/12/2016

Verão começa hoje e deve ser de pouca chuva e muito calor

Fenômeno La Niña interfere nas condições meteorológicas no RS

Crédito: Anderson Lopes 2016_12_21_anderson-lopes_tempo-2

A primavera se despede hoje, às 8h44min, e abre espaço para um verão que será de muito calor e pouca chuva. Pelo menos é o que prevê o Centro de Informações Hidrometeorológicas (CIH) da Univates.

Ao contrário do ano passado, os próximos três meses podem ter influência do fenômeno La Niña, causado pelo resfriamento do Oceano Pacífico e que provoca irregularidade nas precipitações na Região Sul.

Conforme o CIH, mesmo que o La Niña não se confirme, a tendência é de menos chuva em comparação com o verão passado. Isso pode causar redução nos níveis dos mananciais e de estiagem em pontos isolados do estado. “Antes tínhamos a interferência do El Niño. Neste ano será diferente, com as médias de chuva mais baixas, menos sensação de abafamento, mas em consequência teremos temperaturas mais altas”, afirma a auxiliar técnica, Carolina Heinen.

De acordo com o centro, outra característica do verão é a mudança rápida nas condições meteorológicas. A possibilidade de chuvas passageiras e isoladas se torna constante, resultantes da combinação de calor e umidade, que gera nuvens carregadas da tarde para a noite. Essas chuvas, por vezes, são acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento.

Previsão do Tempo

Hoje
Sol entre nuvens. Possibilidade de chuva localizada devido à combinação de calor e umidade
Mín 21ºC
Máx 34°C

Amanhã
Ar quente e úmido ganha força. Com isso, dia será de muito calor. No fim da tarde e início da noite, podem ocorrer pancadas de chuva típicas de verão
Min 21°C
Máx 35°C

Fonte: CIH Univates

 

Risco da exposição ao sol

Pelo terceiro ano consecutivo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove a Campanha Dezembro Laranja. Diante da chegada do verão, a proposta é conscientizar a população sobre a necessidade de prevenir o câncer de pele. De acordo com a entidade, o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento.

Neste ano, a SBD, junto com o DataFolha, fez uma pesquisa inédita sobre os hábitos dos brasileiros. Os resultados foram considerados alarmantes pelos dermatologistas. Entre as informações, 63% dos entrevistados disseram não usar protetor solar.

Dados do Instituto Nacional de Câncer estimam que, em 2016, foram contabilizados cerca de 176 mil novos casos de câncer da pele não melanoma no Brasil. Os principais tipos de câncer registrados no país são os de pele não melanoma (para ambos os sexos), o de próstata e o de mama.

Já a Organização Mundial da Saúde prevê que, no ano 2030, haverá no mundo 27 milhões de casos novos de câncer, com 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com câncer. O maior efeito desse aumento incidirá em países em desenvolvimento. No Brasil, o câncer já é a segunda causa de morte por doenças. É precedido apenas pelas do aparelho circulatório.

Saiba mais

Temperatura média do verão nos últimos 12 anos
Janeiro: 23,9oC
Fevereiro: 23,6oC
Março: 22,6oC

Chuva média do verão nos últimos 12 anos
Janeiro: 120 mm
Fevereiro: 130 mm
Março: 110 mm

Fonte: CIH Univates

Notícias relacionadas
Lajeado

Governo apresenta realizações do ano e projetos para 2020

No Café da Manhã com a Imprensa, prefeito Marcelo Caumo e a vice Gláucia Schumacher detalharam as … Leia mais

Previsão do tempo

Confira como fica o tempo no fim de semana

Sol intercala com períodos de chuva. Sensação de calor e abafamento continuam

Estado

Prazo para encaminha trabalho em papel encerra nesta sexta-feira

A partir de 16 de dezembro, os trabalhadores terão acesso somente à versão digital do documento