Versão Impressa

Jornal A Hora

Arqideias

Publicada em 05/08/2018

Sushi moderno

Repaginado e mais acolhedor, o Minato Mirai multiplica o aconchego e sofisticação

03

Saindo da convencional paleta de cores usadas pelas casas de sushi, o projeto de reforma do Minato Mirai, primeiro estabelecimento do segmento em Lajeado, traz inovação e mais aconchego aos clientes.

Com uma proposta de renovação do espaço, as arquitetas da Forma Arquitetura, Carine Reiter, Francéli Ferreira e Bruna Franz, abusaram das tonalidades e materiais com aspecto quente para trazer um clima mais intimista ao ambiente.

A partir da ideia de reutilizar os móveis já existentes, o espaço ganhou nova forma sem causar estranhamento aos antigos clientes. Além disso, outros também foram incorporados ao projeto para que agregassem uma das principais necessidades do estabelecimento, aumentar o espaço e atender um número maior de pessoas ao mesmo tempo.

Arquitetas da Forma Arquitetura, Carine Reiter, Francéli Ferreira e Bruna Franz
Arquitetas da Forma Arquitetura, Carine Reiter, Francéli Ferreira e Bruna Franz

O conjunto de móveis, texturas, cores e luzes atribuiu ao ambiente um aspecto fluido mantendo, por exemplo, o móvel do caixa praticamente oculto dentro do restaurante. “O móvel para o sushimen e bar contemplou a parte vazia da circulação vertical, aproveitando melhor o espaço”, conta Bruna.

Logo ao entrar no restaurante, o pé-direito duplo garante a sensação de amplitude e certa imponência do ambiente. No ponto mais alto do espaço, um forro de madeira com desenho personalizado prende a atenção do cliente ao se destacar em uma iluminação indireta, valorizando as formas desse detalhe que pode ser considerado uma verdadeira obra de arte contemporânea.

“A mistura das linhas retas com a suavidade da luz indireta oferece uma luminosidade confortável aos olhos, deixando o ambiente intimista e acolhedor”, diz Bruna.

Mesmo com mesas espalhadas pelo estabelecimento, ainda se pode ter uma sensação de privacidade, já que as luzes direcionadas separam os ambientes sem o uso de barreiras, o preto dos móveis de trabalho disfarça que ali é um espaço de preparo e trabalho dos sushimens e bartenders.

O uso de materiais simples e brutos, como madeira e cimento queimado, transmite conforto. A paleta de cores privilegia também a rusticidade, indo dos tons de terra aos cinzas, cores visualmente acolhedoras. Para arrematar, a iluminação integra as áreas superior e inferior do restaurante, por meio de um projeto luminotécnico de baixa intensidade e com luzes indiretas.

A mistura das linhas retas com a suavidade da luz indireta oferece uma luminosidade confortável aos olhos, deixando o ambiente intimista e acolhedor.”
Bruna Franz, arquiteta

No interior, a mistura do estilo rústico e moderno é valorizada pelo pé-direito alto. As paredes na cor cinza contrastam com os painéis de madeira que se estendem até o teto. Além das mesas próximas às paredes serem equipadas com sofás com leves curvaturas que delimitam os espaços entre uma e outra, o sutil toque em verde das samambaias integra primeiro andar e mezanino sem aparentar divisão abrupta de ambientes, trazendo frescor e rusticidade ao estabelecimento.

Notícias relacionadas
cruzeiro do sul

Costeiros do Rio Taquari promovem 15º Encontro

O evento reúne músicos e declamadores de renome no Camping da Cascalheira, em Cruzeiro do Sul

Lajeado

Semana Farroupilha terá acampamento no Parque dos Dick

Primeira edição do evento está programada para ocorrer de 13 a 22 de setembro

Lajeado

Ratz Day combina música, cerveja e o Parque Histórico

Evento ocorreu na noite de sábado, com diversas atrações artísticas