Versão Impressa

Jornal A Hora

Arqideias

Publicada em 13/10/2018

Privacidade das divisórias

Cada vez com menos paredes, a nova configuração dos imóveis exige criatividade do arquiteto para preservar a intimidade dos moradores

cobogo. Crédito Blog de Tudo um Pouco

A redução do tamanho das casas e apartamentos torna-se cada vez mais frequente nos novos imóveis. Posta essa realidade, é preciso saber aproveitar ao máximo cada cantinho da casa.

De acordo com a arquiteta e urbanista Lis Falkowski, da Diverse Arquitetura e Interiores, essa mudança se deve principalmente à nova configuração dos imóveis. “O que está acontecendo é que os imóveis novos estão vindo com a planta livre, ou seja, sem paredes, e isso faz com que a privacidade acabe ficando comprometida”, analisa.

Uma solução para esse problema é apostar em divisórias vazadas, que não diminuem o espaço, mas tornam o ambiente mais privativo.

Lis Falkowski

Prateleiras com nichos

Prateleiras vazadas e com nichos podem ser utilizadas para delimitar ambientes e ainda por cima garantir uma organização dos dois ambientes, servindo para guardar itens utilizados nesses espaços e para colocar objetos de decoração. Podem ser de madeira, MDF, metálica, de vidro, dependendo do estilo do projeto. Combinam com salas, dormitórios e escritórios.

Vantagem: servem como apoio de organização e decoração, removíveis.

Desvantagem: acumulam sujeira e é preciso uma limpeza mais regular.

Ripados de madeira

Podem ser utilizados para passar uma sensação de verticalidade ou horizontalidade, variam de cor de acordo com a matéria-prima e podem ser utilizados fixos ou móveis. É possível criar mais ou menos privacidade no espaço, de acordo com o espaçamento das ripas. Ficam bem dividindo hall com a sala, delimitando um escritório ou até mesmo para criar um espaço de closet em dormitórios.

Vantagem: diversidade de tamanhos e modelos, de acordo com a criatividade do projetista, possibilidade de esconder fiações e embutir tomadas e iluminação

Desvantagens: é preciso tomar cuidado com o espaçamento para permitir a limpeza, ripas verticais são mais fáceis de limpar que as horizontais.

Cobogós

São blocos vazados que surgiram no Recife na década de 1920, hoje existem em diversos materiais e modelos como cerâmica, concreto, madeira. São versáteis, pois delimitam o espaço ainda permitindo a passagem de luz e ventilação natural. A instalação é mais limpa e rápida do que a construção de uma parede de alvenaria. Podem ser utilizados para separar a área de serviço da cozinha, ou a cozinha da sala de estar.

Vantagem: permite passagem de luz e ventilação, diversidade de materiais e modelos.

Desvantagem: acúmulo de pó e sujeira nas aberturas dos blocos.

Cordas

Têm um aspecto rústico, que está se tornando cada vez mais atraente, e garantem um visual leve, bonito e moderno, além do ótimo custo-benefício. Podem ser instaladas formando diversos desenhos, trazendo assim a individualidade do usuário para o projeto. Uma boa opção para dividir o hall com a sala.

Vantagem: são econômicas e removíveis.

Desvantagem: precisam estar bem tensionadas para não parecer mal executadas.

Notícias relacionadas
Lajeado

Ratz Day combina música, cerveja e o Parque Histórico

Evento ocorreu na noite de sábado, com diversas atrações artísticas

Estrela

Faltam oito dias para a abertura da Multifeira

Trabalhos na área do Porto avançam e montagem da estrutura deve ser finalizada até o fim desta semana

Lajeado

Semana Farroupilha terá acampamento no Parque dos Dick

Primeira edição do evento está programada para ocorrer de 13 a 22 de setembro