Versão Impressa

Jornal A Hora

Auto Giro

Publicada em 02/10/2019

Ford Ranger: Picape raça forte

Preparada para atender às demandas do consumidor brasileiro, nova Ford Ranger entrega performance até embaixo da água

Crédito: Caetano Pretto Picape tem 5.35 metros de comprimento e 3.22 metros de entre-eixos. São 1.82 metros de altura
Picape tem 5.35 metros de comprimento e 3.22 metros de entre-eixos. São 1.82 metros de altura

Presente no Brasil desde 1994, a Ford Ranger é uma das picapes de maior sucesso por aqui. Tradicionalmente forte, nas últimas versões passou a focar também no design, segurança e nos estilos de condução. A Ford Ranger 2020 ganhou atualização visual e de conteúdo, sem alterar os preços. Abandonando a motorização flex, mantém os propulsores diesel 2.2 com 160 cavalos e 3.2 de 200 cavalos.

A picape média da Ford mantém os sistemas de segurança e conteúdo anteriores, como direção elétrica, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, piloto automático adaptativa, e outros sistemas que ajudam o condutor. A central multimídia é a SYNC 3, com Google Android Auto, Apple Car Play, navegador GPS e câmera de ré.

As modificações na mecânica incluem redesenho da barra estabilizadora dianteira, com novas molas e amortecedores, além de batentes e coxins recalibrados, garantindo mais conforto ao dirigir, além de estabilidade e controle.

Caetano_Pretto_Ranger_4A Ranger 2020 traz também tampa da caçamba com amortecimento parcial e trava elétrica. O acesso ao carro agora tem keyless com partida por botão e reconhecimento de sinais de trânsito com alerta de velocidade.

Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, disse: “A Ford é líder mundial em picapes. Vendeu mais de 1 milhão de unidades em 2018 e há 42 anos é líder de mercado nos Estados Unidos. É uma marca que traz o DNA de excelência em tecnologia e engenharia em picapes. A Ranger é a legítima herdeira dessa tradição na América do Sul”.

Novidades no interior e nas cores

No visual, a nova Ranger apresenta luzes diurnas em LED, antena atualizada do GPS, câmera de ré de alta resolução, radar de distância modificado, novos faróis de neblina, ampliação da capacidade de iluminação em 29% e moldura do logotipo da Ford na caçamba para abrigar a câmera traseira. A grade foi modificada, ganhando visual horizontalizado, assim como o para-choque.
O interior da picape recebeu acabamento em tom único escuro com detalhes em cinza brilhante. O ambiente tem bancos em couro e outros itens já presentes no modelo anterior. Nas cores, a novidade é a cor azul Belize. As demais são vermelho Bari, branco Ártico, prata Geada, vermelho Toscana, preto Gales e cinza Moscou.

Caetano_Pretto_Ranger_5Até embaixo da água

Criada para enfrentar qualquer desafio, a Ranger conta com duas motorizações a diesel: 2.2 de 160 cavalos e 3.2 de 200 cavalos. É feita para não parar. Preparada exclusivamente para atender às demandas do consumidor brasileiro, é a picape com a maior capacidade de imersão do segmento, sendo apta a imergir em ambientes alagados com até 800 mm de profundidade.

Possui tecnologias e engenharias avançadas, em que o alternador, os respiros da transmissão e dos diferenciais são posicionados de maneira elevada para serem protegidos contra o ingresso da água, assim como possui uma válvula que impede que ela entre no filtro de ar.

Sem problemas para enfrentar buracos, lombadas e outras irregularidades do pavimento urbano e rodoviário, a Ranger 2020 mostra que também tem valentia de sobra no off road, vencendo obstáculos como rampas de elevada inclinação, grandes declives e inclinação lateral.

Notícias relacionadas
Muito prazer

Utilitário bom de carga

Peugeot Expert é a opção correta para quem procura um veículo utilitário espaçoso e eficiente

Auto Giro

Ronco dos motores toma conta do Parque de Eventos

Lajeado sediou a semifinal do Campeonato Regional de Veloterra no fim de semana

Meu Xodó

A paixão pelo Honda Civic Si

Encontro em Torres reuniu donos de modelos do carro