Versão Impressa

Jornal A Hora

Você

Publicada em 15/11/2019

Bons hábitos e alimentação saudável ajudam no controle do diabetes

O dia 14 foi marcado pela conscientização sobre a doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina no corpo

WhatsApp Image 2019-11-14 at 4.44.12 PM

No Brasil, o diabetes atinge mais de 13 milhões de pessoas, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Essa é uma doença crônica não transmissível cuja principal campanha de conscientização global é realizada no dia 14 de novembro, com o Dia Mundial do Diabetes. Este ano, a doença foi prioridade de saúde para a OMS.

Diabetes é uma doença causada pela produção insuficiente ou má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo. Para conter seu avanço, a organização propõe atuar junto aos governos a fim de atingir a meta global de redução em 15% da inatividade física até 2030. Segundo a OMS, isso pode ser feito por meio de implantações de políticas públicas que incentivam a prática de exercícios diários.

De acordo com a organização, sedentarismo, assim como tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, má alimentação e poluição do ar, são fatores de risco que impulsionam o crescimento da incidência das doenças crônicas. Além disso, a decorrente obesidade está entre as principais causas do diabetes tipo 2.

Diabetes tipo 1

Geralmente, acomete crianças e adolescentes e concentra de 5% a 10% do total de pessoas portadoras de diabetes. É chamada de doença autoimune, pois o sistema imunológico ataca as células beta. Dessa maneira, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o organismo. Para retirar o açúcar da corrente sanguínea, os médicos habitualmente prescrevem insulina, modificação no cardápio e atividades físicas.

Diabetes tipo 2

Essa é a apresentação mais comum da doença. Em torno de 90% das pessoas diagnosticadas têm diabetes tipo 2. Ela surge quando o organismo não consegue usar de forma correta a insulina que produz. Além de fatores genéticos, o sobrepeso e a má alimentação são os principais desencadeadores da doença.

Apps para orientação sobre a doença
Alguns aplicativos auxiliam na orientação nutricional e contagem de carboidratos, como Glic, SBD, Tecnonutri, FatSecret e MyFitnessPal. Outros apps que podem ajudar no controle da doença são MyFitnessPal, TecnoNutri e FatSecret, ideais para a prática de exercícios físicos.

Já para alertar sobre os remédios que os pacientes consomes, a dica utilizar apps como o Glic, Hora do Remédio, Meus Remédios e Medisafe. O Glic também pode fazer o controle glicêmico e o calculo de insulina.

Dicas para controlar o diabetes

Registrar em um papel os valores de açúcar no sangue antes e após cada refeição com ajuda de um aparelho para controle do sangue;

Comer pouca quantidade de doces e fazer uma caminhada após as refeições;

Não comer fruta isoladamente, mas sim acompanhada de outro alimento, como iogurte;

Não ficar mais de 3 horas sem comer;

Praticar atividades físicas;

Dormir bem;

Evitar o alcoolismo e tabagismo.

Notícias relacionadas
Você

Ted Solidário por Lívia Teles

Evento beneficente de empreendedorismo feminino arrecadará recursos para a campanha #todospelalívia

Você

Intercâmbio: é hora de voar

Conheça a história e o planejamento de intercambistas que buscam estudo e diversidade no exterior

Você

Verão 2020: qual a tendência de maquiagem para o próximo ano?

As tendências de maquiagem variam bastante de acordo com a estação e já é esperado que as makes do verão… Leia mais