Versão Impressa

Jornal A Hora

Você

Publicada em 16/11/2019

Mudança social pela força feminina

Projetos da região como A.Woman e Élas incentivam o empreendedorismos e empoderamento das mulheres

Bibiana Faleiro_Julia Amaral e Ayessa_Mulheres 1JPG

O desejo por respeito e igualdade é o que norteia mulheres de todas as idade a se superarem e serem empreendedoras. Um dos projetos que exalta e divulga o trabalho dessas mulheres é a página A.Woman, idealizada pela estudante de jornalismo Júlia Amaral. Não bastasse reunir todas essas mulheres em um portal de empoderamento, ela, com a ajuda da Marina Muller, Maria Wulff, Stephanie Goulart e Thaisa Ayessa, criou o evento A.Woman Ocupa, que tem previsão para ocorrer no dia 15 de dezembro a partir das 14h na Orla do Rio Taquari.

A página A. Woman uniu a vontade de Júlia por uma atividade extracurricular e a oportunidade de ajudar as mulheres que ela conhece e que têm marcas próprias de roupas, bordado, acessórios, a se destacarem no mercado.

A partir desse projeto vi que tinha muitas mulheres na região fazendo muitas coisas legais, e aí fui criando também outros propósitos, como o consumo consciente”, destaca. Júlia também participa semanalmente do quadro Lugar de Fala na Rádio Univates, onde compartilha o trabalho das meninas que já estão no blog, ou mesmo assuntos que ela gosta e acha interessantes, como dicas de cinema e literatura, e sobre a negritude.

Isso dá sentido para a minha vida. Comecei a falar sobre feminismo e me considerar feminista a partir do momento em que eu entendi que isso não é sobre mim. Preciso olhar para o lado e entender o que está acontecendo no mundo, ver o que está errado, e começar a me mexer para consertar essas coisas”, acredita Júlia. A.Woman é sua forma de estar ativa e provocar essas mudanças.

Unidas para empreender

Outro projeto que vem se destacando entre as mulheres é o Projeto Élas, desenvolvido no bairro Santo Antônio. Organizado por um grupo de amigas empreendedoras Fernanda Colombo, Fabíola Colombo, Thaisa Ayessa Radaelli e Monique Bruxel, e pela assistente social Carine Bagestan, as mulheres do bairro foram incentivadas a criarem uma empresa de acessórios. A ideia começou como uma oficina de moda e artesanato em couro. Mas as próprias participantes se engajaram na atividade que hoje lhes garante uma renda para manter a casa e a família.

O perfil dessas mulheres é de mães solteiras que vivem no condomínio Novo Templo e não têm onde deixar os filhos no turno inverso à escola. Por isso precisam ficar parte do dia em casa cuidando deles, e não conseguem empregos que lhes garantem renda suficiente para sustentarem a família. Já durante as oficinas, as filhas dessas munheres podem acompanhar e vez ou outra participam da produção.

Os acessórios como brincos, colares e bolsas são feitos com restos de couro doados pela indústria moveleira. Os encontros são ministrados pelas designers Ayessa e Monique, e toda a produção é moldada com em uma empresa. Cada uma recebe por hora trabalhada, e as finanças são compartilhadas com as mulheres. Elas também são as modelos dos produtos.

“É importante que elas se sintam parte desse coletivo, que empreendam com a gente, nos importamos muito com a opinião delas”, ressalta Ayessa. A designer e relações públicas destaca o cuidado com que as mulheres manuseiam os materiais, para não haver desperdício. O projeto propõe desenvolver conhecimentos e consciência sobre o mundo e as oportunidades para essas mulheres, de forma duradoura. Para que tenham melhores oportunidades no mercado de trabalho futuro.

Hoje as peças produzidas por elas são vendidas em feiras e na Loja Veste Bem, que é grande parceira do projeto. A ideia é que a ação seja difundida e possa ajudar cada vez mais mulheres. Além do artesanato, o projeto compartilha moda feminina e empoderamento. “A gente faz questão que o nosso produto carregue a força feminina”, garante Ayessa.

Notícias relacionadas
Você

“Respeito não tem cor, tem consciência”

A data que marca a luta de um povo hoje em liberdade foi celebrada no dia 20 de novembro

Moda

Verão com brilho e despojado

A edição trouxe um editorial de moda feminina com indicação de looks certeiros da loja Tribo. As dicas … Leia mais

Cultura

Lajeado recebe espetáculo Cinderela

Peça teatral conta a história de umas das princesas mais conhecidas dos contos de fadas, de forma a agradar … Leia mais