Versão Impressa

Jornal A Hora

Vale do Taquari

Publicada em 11/03/2019

PENSE apresenta os vencedores em seminário amanhã

Além de entrega dos prêmios aos projetos destaques, palestras abordam “O professor e o mundo em transformação”. Evento é gratuito e ocorre no Teatro da Univates

Crédito: Filipe Faleiro Schünemann palestrou no lançamento, em 2018, e volta para a premiação
Schünemann palestrou no lançamento, em 2018, e volta para a premiação

O primeiro ciclo do Programa Ensino e Educação (PENSE) chega ao fim amanhã com o seminário “O professor e o mundo em transformação”. O evento ocorre a partir das 13h30min no Teatro da Univates e tem na programação palestra com o médico especialista em neurolinguística Nelson Spritzer e com o ator e ex-professor Werner Schünemann.

 

Após, ocorre a divulgação dos projetos vencedores. As distinções foram separadas em três categorias. Para professores, estudantes e escolas. Ao todo, foram 106 inscrições. Os prêmios vão de viagens para universidades, cursos e dinheiro.

 

O PENSE foi idealizado pelo Grupo A Hora, com apoio da Univates, Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), 3ª Coordenadoria Regional de Educação (3ª CRE), Sicoob, Instituto Dale Carnegie e Centro Regional de Oncologia (Cron), o programa surgiu para valorizar a atuação dos professores e fazer com que a comunidade regional se envolva no processo de melhoria do ensino local.

 

Cooperar é a palavra

Para a gerente da agência do Sicoob de Lajeado, Luciani Klamt Valentini, o PENSE tem como ponto positivo chamar a sociedade pela educação. “É uma iniciativa fundamental, pois alerta a sociedade regional sobre a importância de olharmos às escolas. É lá que está o futuro”, afirma.

 

Na avaliação dela, o primeiro ano do programa foi para “plantar a semente.” Em 2019, será mais assertivo, acredita. “Nas caravanas, buscamos promover atividades e trocas de conhecimento sobre a importância de cooperar e tornar as relações mais conjuntas e menos individualistas.”

 

Como o PENSE nasceu para valorizar o professor, o caminho mais claro para alcançar esse objetivo está na conscientização e na cooperação, acredita Luciani. “Essas duas palavras são a tônica do programa. Levar informação sobre a importância dos mestres e convocar a sociedade para juntos definirmos que tipo de educação queremos.”

 

Nos dias atuais, de imersão tecnológica, de informações em tempo real, o papel do professor ganha em importância. “A tecnologia nos leva para um mundo de compartilhamento. Para tanto, é dentro da aula que o professor media essas informações que por vezes são conflitantes.”

 

06_A HORARegião diferenciada

O presidente da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat) e prefeito de Teutônia, Jonatan Bronstrup, acredita que o PENSE tenha potencial para se tornar um programa permanente na região.

 

Na opinião dele, a valorização do professor deve ser uma somatória de salários adequados, constante formação, presença da comunidade no ambiente escolar. Como resultado, um profissional motivado com condições de cativar e transformar a sala de aula.

 

“Chegamos a conclusão de que todas as soluções para os problemas enfrentados pela sociedade hoje tem como caminho mais lógico uma educação de qualidade.” Em termos de região, é preciso diferenciar as redes de ensino, afirma. “Nos municípios temos resultados muito satisfatórios. Em todas as cidades há exemplos positivos dentro da realidade de cada cidade.”

 

Para Bronstrup, o programa é importante por agregar olhares sobre o sistema de ensino e colocar o professor no topo de prioridades.

 

FILIPE FALEIRO – filipe@jornalahora.inf.br

Notícias relacionadas
Cidades

Governo e polícia procuram nova sede à Delegacia da Mulher

Falta de espaço físico, acessibilidade e sigilo motivam projeto de mudança do órgão policial para outro … Leia mais

Solidariedade

Ação entre amigos pretende arrecadar R$ 10 mil para Lívia Teles

O grupo “Torcedoras Coloradas de Encantado” inicia a venda dos blocos na próxima semana no valor de R$ 10… Leia mais

Arroio do Meio

Evento arrecada verba para construção de igreja

Festa de Santos Reis ocorre há 34 anos na comunidade de Barra da Forqueta