Versão Impressa

Jornal A Hora

Santa Clara do Sul

Publicada em 10/09/2019

Comitiva da Santa Flor visita o Jornal A Hora

A 4ª edição da feira ocorre de 19 a 22 de setembro com enfoque na produção de orgânicos e à sustentabilidade

Crédito: Laura Mallmann A corte da Santa Flor composta por Estéfani, Eduarda (rainha) e Jenifer.
A corte da Santa Flor composta por Estéfani, Eduarda (rainha) e Jenifer.

A comitiva de divulgação da 4ª Feira de Flores e da AgroecologiaSanta Flor, de Santa Clara do Sul, visitou nesta manhã a sede do Jornal A Hora. Com destaque à inovação, sustentabilidade e alimentação saudável, a feira ocorre entre os dias 19 e 22 de setembro, no ginásio municipal e campo do Santa Clara FC.

A feira terá diversidade como principal atração desta edição. Com show nacional da Família Lima e apresentações regionais, a Santa Flor conta com gastronomia orgânica e salão da sustentabilidade. Conforme a presidente da feira, Patrícia Herrmann, a feira também proporciona oportunidades de negócios no setor da agroecologia.

A corte da feira é formada pelas princesas Estéfani Bald Walter e Jenifer Ruschel, e a rainha Eduarda Luisa Uebel.

A entrada para a feira é gratuita, basta acessar o link https://bit.ly/2k0oJZa e confirmar a sua inscrição.

Atrações

– Feira das Flores e Plantas Ornamentais

– Feira de produtos orgânicos e agroecologia

– Feira da Agroindústria Familiar

– Seminário da Agroecologia

– Feira Comercial, Industrial e Serviços

– Praça de Alimentação

– Shows e atrações culturais

– Brinquedos Infláveis

LAURA MALLMANN – laura@jornalahora.inf.br

Notícias relacionadas
Previsão do tempo

Terça-feira de sol e nebulosidade variável

Frente fria deve ingressar no estado a partir de quarta-feira e proporcionar mudanças no tempo

Cidades

Começa hoje a votação da Reforma do RS

Estão na pauta sete projetos que alteram o plano de carreira, o regime de previdência dos servidores e … Leia mais

Venâncio Aires

Vítima de tentativa de feminicídio beija acusado do crime durante julgamento

O réu foi condenado a cumprir sete anos, mas poderá recorrer em liberdade