Versão Impressa

Jornal A Hora

Abre Aspas

Publicada em 11/09/2019

“A arte é capaz de mudar a sociedade”

Crédito: Caetano Pretto 2019_09_11_Caetano_Pretto_Abre_Aspas

Professora em escolas da rede pública e privada de Lajeado, Vanderléia dos Santos, 46, acredita que a arte é mais do que um simples trabalho. É um instrumento com poder de mudar a sociedade. Além das aulas, agora possui um ateliê de arte alternativa.

Como iniciou a paixão pela arte?
Quando escolhi o magistério. Eu tinha uma certa habilidade e gostava de desenho. Logo que me formei no magistério eu já fui fazer artes plásticas. Na faculdade não me identifiquei muito, mas logo quando comecei a dar aulas, eu vi que era realmente o que eu queria.

• Quando descobriu que levava jeito?
Para a arte tu não precisa levar jeito. Você precisa dar um sentido, gostar e se identificar com o que está fazendo. Sempre gostei muito de criar, nunca gostei de coisa pronta. Minha família é assim também. Venho de um berço em que a mãe é artesã, minha irmã sempre pintou. Nossa família tem uma veia artística.

• Como você define a arte?
Arte é tudo aquilo que tu dá sentido. Que te representa e te significa, que te expressa. A arte é maravilhosa. Tenho uma paixão muito grande, chego a ficar emocionada. Me identifico tanto com os alunos quanto com as coisas que faço. A arte vai além do que tu é. Ela não tem uma definição.
• Como é passar os teus ensinamentos adiante?
Não me vejo sendo professora em outra área. A minha identificação com a arte é muito grande. Vai além de apenas dar aula. Eu me encanto com as produções dos alunos, e ao mesmo tempo tenho o prazer de acompanhar todo esse processo de criação. A arte é mais do que um produto final. Não é só fazer um trabalho e deu. É acompanhar todo o processo, mesmo que no final não fique bonito. Me alegra ver os alunos trabalhando e sentindo prazer.

• Qual a importância da arte nos dias de hoje?
A valorização da arte ainda está aquém. Nas escolas, agora que estamos conseguindo conquistar um espaço maior. Aqui na cidade nós vemos muitas pessoas se empenhando. A Casa de Cultura está fazendo uns trabalhos muitos legais. Trazendo artistas e abrindo um diálogo com a comunidade sobre arte. As pessoas precisam ver que a arte é capaz de mudar a sociedade. Deixar o mundo mais bonito. Que ela tem significado. É preciso olhar para ela e dela fazer uma leitura. Ver em que contexto ela se enquadra. A arte pode transformar o mundo.

• Qual a proposta do ateliê de arte alternativa?
O ateliê Vandi Arte é um espaço em que as pessoas escolhem o que elas vão fazer. Eu tenho o material à disposição, e a pessoa vem aqui e fica um período trabalhando. É um momento de descontração, prazeroso. É um momento em que a pessoa pode fazer arte como terapia. Não precisa ter talento. É necessário apenas ter vontade.

CAETANO PRETTO – caetano@jornalahora.inf.br

Notícias relacionadas
ARQUIDEIAS

Arquitetura Escandinava: moderna e sofisticada

Marcela Dadall e Priscila Roehsler CONA Arquitetura arquitetura.cona@gmail.com O Apartamento GL teve como … Leia mais

Cidades

Jovem morre após carro atropelar cavalo na ERS-435

Acidente ocorreu no quilômetro 5 da rodovia, em Ilópolis. Luciano Scheidt dos Santos tinha 20 anos e era um … Leia mais

Cidades

Caixa d’água rompe no Complexo Avícola da Dália, em Arroio do Meio

Apesar do susto, ninguém se feriu. Ainda não há laudo oficial sobre o que pode ter causado a ruptura