Versão Impressa

Jornal A Hora

Opinião

Rodrigo Martini Rodrigo MartiniJornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Coluna publicada diariamente
Publicada em 03/10/2019

A autoafirmação no Legislativo

É muito comum ouvir discursos emocionados de parlamentares defendendo o parlamento. Mas é muito incomum ouvir tal defesa por parte de quem não é beneficiado pelos altos salários ou cargos garantidos nos Legislativos municipais, estaduais, e federal. Também é muito comum ouvir parlamentares defendendo emendas impositivas e outras formas de garantir mais poder aos legisladores. Novamente, é muito incomum encontrar algum contribuinte defendendo essa proeza.

04_AHORA revisaoTambém é muito comum ouvir discurso efusivo e emocionado de parlamentares reclamando da imprensa. Entre outros argumentos, citam uma suposta tentativa de “enfraquecer” o Legislativo, como se este Legislativo fosse um mero coadjuvante da nossa democracia. Isso é balão. Não passa de uma mera narrativa para justificar, logo adiante, a criação de novos e maquiavélicos dispositivos para torná-los ainda mais poderosos e, consequentemente, para garantir-lhes mais e mais reeleições.

O Legislativo é muito forte. Hoje todos os plenários têm a prerrogativa de efetivamente executar ações no âmbito público, uma tarefa constitucionalmente resguardada ao Poder Executivo. E mais. Se assim entenderem, os parlamentares podem trancar toda e qualquer pauta sugerida pelo gestor público, inviabilizando políticas públicas prometidas em campanhas e balizadas pelo voto popular no momento do pleito.

Certo ou errado, para o bem ou para o mal, esse é o tamanho da força do Legislativo nacional na disputa entre os poderes. Não há razões para tanto vitimismo e emoções compartilhadas por parte dos nossos legisladores. Abusar dos mecanismos de compensação – ou de autoafirmação – constitui apenas a negação de conhecer a si mesmo. Essa necessidade constante de autoafirmação patológica anda por um caminho destrutivo, e muitas vezes atrapalha o desenvolvimento de certas potencialidades.


Zanatta esclarece

No PL encaminhado à Câmara de Lajeado, solicitando autorização para o Executivo custear alguns processos trabalhistas movidos contra o Instituto Continental de Saúde (Icos), constam o nome de todos os advogados dos ex-funcionários. Entre eles, o atual Coordenador Especial de Governo, Natanael Zanatta, conforme divulgado na coluna dessa quarta-feira. Entretanto, de acordo com o agora servidor público da prefeitura, a lista é antiga e ele não representa mais os antigos clientes. “Eu substabeleci todos eles antes de assumir o cargo”, afirma.


2019 10 03_DIVULGAÇÃO coluna Martini_FOTO boneco Lagoa da HarmoniaTurismo na Lagoa

No último final de semana circularam mais de 1,3 mil pessoas no complexo turístico da Lagoa da Harmonia, em Teutônia. Conforme as informações repassadas pelos proprietários do local, 300 visitantes eram de Teutônia e o restante veio de fora. Para o fim de semana do dia 12 de outubro, todas as cabanas estão reservadas. Uma dessas está constantemente alugada para pessoas da Região Metropolitana, especialmente famílias com crianças e que procuram experiências no meio rural. De fato, o espaço é um dos carros-chefes do turismo regional.


2019 10 03_DIVULGAÇÃO coluna Martini_FOTO boneco Claudio KleinCaumo sustenta Klein

A situação do atual secretário de Saúde de Lajeado, Cláudio Klein, é delicada. Nas últimas sessões plenárias, as queixas em relação à sua carga de trabalho – sempre com a ressalva em relação à idoneidade e caráter do profissional — aumentaram. Nessa terça-feira, a crítica foi feita por um dos vereadores da base governista. Adi Cerutti (PSD) pediu a demissão do servidor público. Já o prefeito Marcelo Caumo garante: Klein fica.

“O secretário tem profundo conhecimento técnico sobre o sistema público de saúde. Já participou da direção da Unimed e do HBB. É muito difícil encontrar pessoas qualificadas e que deixem a iniciativa privada. O trabalho dele é ser o gestor do contexto geral, e não atender a todos para problemas menores.” O prefeito destaca ações em construção. Entre essas, a criação de um banco de dados único e geral, e a qualificação do convênio com o Consisa.


2019 10 03_DIVULGAÇÃO coluna Martini_FOTO jonatan e naraSusaf em Teutônia

Hoje o município da região germânica do Vale do Taquari já possui quatro agroindústrias certificadas pelo Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf). Já são 11 agroindústrias em Teutônia e a equipe é gerenciada pela secretária de Agricultura, Nara Regina Nichterwitz e o subsecretário Luiz Rückert. O objetivo do prefeito Jonatan Brönstrup é tornar a cidade uma referência no setor. E bons exemplos não faltam no próprio Vale do Taquari!


 

Rotativo na Câmara!

Em Encantado, o projeto de implantação de um novo sistema de estacionamento rotativo segue trancado no Legislativo. O debate iniciado no Tribunal de Contas do Estado (TCE) gira em torno da forma de concessão – privada ou por meio de associação ou entidade.


Vereadores em Boppard

Cidade irmã de Arroio do Meio, Boppard fica na região da Renânia, na Alemanha, e sempre tem algo curioso a nos mostrar. São 16 mil habitantes e 21 vereadores. Metade eleita pelo voto distrital e outra metade conforme suas respectivas profissões. Não há salário fixo. As sessões ocorrem apenas quando necessárias, e são convocadas pelo prefeito. Lá, diferentemente daqui, os verdadeiros líderes comunitários e de classes buscam a vereança. E como diz um leitor, “explica um pouco as razões que fazem aquele país se desenvolver tanto, e faz com que o cidadão alemão pague impostos com mais vontade”.


Posto e Hospital?

O vereador João Braun (PP) apresenta uma sugestão um tanto curiosa. Ele sugere a instalação de um Posto de Saúde público ao lado do Hospital de Estrela. “Isso vai gerar economia de recurso e melhor atendimento à população”, acredita o parlamentar.


Transporte

O governo de Lajeado participa de audiência na sexta-feira sore liminar que suspendeu o edital do transporte público. Caso o juiz Marcelo da Silva Carvalho não considere os argumentos do Executivo e dê razão aos questionamentos da empresa Turismo Barcelos (ligada ao Grupo Scherer Turismo para o serviço de transporte coletivo prestado hoje na cidade), a licitação será anulada e na semana seguinte será aberta nova concorrência. E nunca é tarde lembrar: as concessionárias que atuam hoje não cumprem com todos os dispositivos da lei aprovada na câmara em 2019.

RODRIGO MARTINI – rodrigomartini@jornalahora.inf.br

 

 

Notícias relacionadas
ARQUIDEIAS

Arquitetura Escandinava: moderna e sofisticada

Marcela Dadall e Priscila Roehsler CONA Arquitetura arquitetura.cona@gmail.com O Apartamento GL teve como … Leia mais

Cidades

Jovem morre após carro atropelar cavalo na ERS-435

Acidente ocorreu no quilômetro 5 da rodovia, em Ilópolis. Luciano Scheidt dos Santos tinha 20 anos e era um … Leia mais

Cidades

Associações buscam reaver valores investidos em criptomoedas

Milhares de clientes da Indeal e da Unick foram lesados e buscam ressarcimento. Em Brasília, grupo de … Leia mais