Versão Impressa

Jornal A Hora

Conteúdo

Opinião Opinião

Publicada em 20/09/2019

Imagens e sinalização

3

O turismo no Vale do Taquari vive um novo momento. Não é a primeira e tampouco será a última vez que toco neste assunto. O cavalo está de fato encilhado. Diversos gestores, outrora desatentos ao tema, hoje parecem muito mais dispostos a auxiliar a Amturvales na busca por soluções financeiramente viáveis para vender nossa região ao resto do país, e, até, internacionalmente. Leandro Arenhart, o presidente da entidade, está entusiasmado e tenta passar esse entusiasmo para quem ainda não abraçou a causa. E por sorte, esses são poucos.

Hoje, 27 municípios são associados à Amturvales. Se levarmos em conta as 36 cidades do nosso Corede, estão fora dessa lista Bom Retiro do Sul, Canudos do Vale, Capitão, Forquetinha, Marques de Souza, Poço das Antas, Tabaí, Taquari e Santa Clara do Sul. Essa última é a mais próxima de fechar acordo muito em breve, conforme o próprio presidente da entidade. Tomara. Se em anos anteriores a Amturvales perdeu créditos com os prefeitos da “região baixa” do Vale do Taquari, as últimas gestões fazem por merecer um novo voto de confiança.

E só com apoio maciço será possível idealizar uma série de projetos previstos para o Vale do Taquari. O próximo, aliás, já tem data marcada: 24 de outubro, no Teatro da Univates. Neste dia será apresentado o vídeo institucional da Amturvales, realizado em parceria com a Amvat. Além disso, cada município associado também receberá um vídeo próprio com imagens aéreas, e ainda um acervo de imagens turísticas. Como atração principal da noite, palestra com a jornalista Carol Barcellos, conhecida pelas reportagens sobre ecoturismo.

A associação também busca apoiadores para tratar da sinalização turística. Vai buscar recursos federais para implantar cerca de 80 novas placas em todos os municípios, com informações sobre os principais pontos turísticos. O investimento será próximo de R$ 900 mil e prevê ainda sete pórticos anunciando o “Vale do Acolhimento”. Dois na BR-386 (em Tabaí e Pouso Novo), e os demais em rodovias estaduais nas cidades de Guaporé, Cruzeiro do Sul, Itapuca, Imigrante e Roca Sales. O cavalo está encilhado. E tomara que todos os prefeitos percebam!

 

Reunião da Amvat

Anfitrião do encontro, o prefeito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch, se desdobrou para atender os convidados e ao mesmo tempo finalizar os últimos ajustes para a inauguração da Santa Flor. Durante a reunião da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), se ausentou por alguns momentos, mas nem por isso deixou de ser solícito com demais prefeitos e imprensa. Nos bastidores, um assessor desabafou com satisfação. “Trabalhamos um ano inteiro para uma feira de quatro dias. Dá muito trabalho. Mas vale muito a pena.”

Reunião da Amvat II

Prefeito de Arroio do Meio, Klaus Schnack aproveitou o evento e convidou demais gestores e sociedade para debater os problemas da sucessão familiar no campo durante a III Feira Agrícola da cidade, que será realizada nos dias 25 e 26 de outubro, no Distrito de Forqueta. Entre os destaques deste evento, Schnack cita a capacitação na área do Gado de Corte como alternativa para a manutenção dos jovens empreendedores rurais, assim como as áreas da piscicultura e leiteira. Ele também anunciou a palestra sobre o Selo Arte do Consisa/Seagri.

Reunião da Amvat III

Os prefeitos acompanharam a apresentação do Coordenador da Subárea do IBGE, Paulo Hamester. Segundo ele, 314 pessoas vão sair a campo no Vale do Taquari para realizar o Censo 2020 entre 1º de agosto e 31 de outubro. Para tal, serão quatro postos regionais, instalados nas cidades de Lajeado, Estrela, Encantado e Arroio do Meio. Já o resultado final da pesquisa será divulgado nos primeiros meses de 2021 e, para os próximos estudos, o IBGE não descarta lançar o Censo de cinco em cinco anos. “Estudamos um Censo contínuo”, diz Hamester.

Reunião da Amvat IV

Os gestores também acompanharam palestra com o representante do Badesul, Diego Castro, que falou sobre novas linhas de crédito para administrações municipais e também para micro, médias e grandes empresas. Ele elogiou a qualidade estrutural do município sede da reunião. “Fico impressionado ao saber que Santa Clara do Sul fez tudo isso sem o nosso auxílio”, brincou. Ainda de acordo com Castro, não há auxílio para comércio de armas; atividades bancárias/financeiras; motéis, saunas e termas; jogos de prognósticos e assemelhados.

Reunião da Amvat V

Entre os seis maiores municípios da região – Lajeado, Estrela, Encantado, Taquari, Teutônia e Arroio do Meio –, apenas o representante lajeadense não esteve presente na reunião dessa quinta-feira. O fato gerou burburinhos e críticas durante o encontro. Questionado, o prefeito Marcelo Caumo afirmou que estava em um compromisso em Porto Alegre, mais precisamente no IPHAE. “Não é a presença física que determina o tamanho do nosso apoio às demandas regionais. Todos os demais gestores sabem que sempre podem contar conosco.”

Notícias relacionadas
Arroio do Meio

Evento arrecada verba para construção de igreja

Festa de Santos Reis ocorre há 34 anos na comunidade de Barra da Forqueta

Divisão de Acesso

Bola volta a rolar na Arena Alviazul

Pré-temporada começa nesta tarde. A partir das 15h, jogadores que moram na região iniciam os treinamentos

Grêmio

Grêmio anuncia o lateral Caio Henrique

Jogador se destacou no Fluminense e pertence ao Atlético de Madrid. Contrato é de empréstimo de um ano