Versão Impressa

Jornal A Hora

Opinião

Rodrigo Martini Rodrigo MartiniJornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Coluna publicada diariamente
Publicada em 19/09/2019

Kayser, a CPI e a coerência

2019 09 19 DIVULGAÇÃO_COLUNA MARTINI_FOTO PRINCIPALO ex-coordenador de Trânsito da prefeitura de Lajeado, Carlos Kayser, estará frente a frente com os vereadores na tarde de hoje. Após receber a documentação do Poder Judiciário referente à denúncia e condenação do servidor público, o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), o vereador Paulo Tóri (PPL), intimou o suplente de vereador do PP para a primeira oitiva. O encontro inicia às 14h, no plenário da Câmara.

Kayser foi condenado por adulterar datas em três autos de infração de trânsito – segundo ele, para evitar que as punições caducassem. As multas de fato ocorreram. Assim como a fraude cometida pelo servidor público no momento de cadastrar os documentos no site do Detran/RS. A decisão por uma CPI, além de sangrar com o governo municipal, que ainda parece defender o ex-coordenador (na foto, de março deste ano, ele participa de reunião sobre transporte público ao lado do procurador jurídico do município, Natanael dos Santos), busca levantar mais elementos sobre o fato.

A CPI, além do seu valor histórico, resulta em situações complexas. Se de um lado o MDB critica o prefeito pela manutenção da Função Gratificada (FG) de Kayser, mesmo após os fatos, de outro lado há críticas referentes à indicação de Waldir Blau para representar a sigla na comissão parlamentar. Isso porque Blau foi denunciado nas esferas cível e criminal por suposta fraude em processo licitatório ao contratar serviços da Uvergs quando era o presidente da câmara, em 2017.

É uma nova novela se iniciando nos bastidores da política lajeadense. Os próximos capítulos prometem boas revelações, e, ao fim do enredo, alguns envolvidos podem sair mais arranhados ou mesmo aliviados. MDB e PP serão as duas principais forças no pleito de 2020. Muito por isso, desde já prometem embates calorosos para refrescar a memória dos eleitores e também para implantar novas e nem tão absolutas verdades na mente de cada contribuinte.


WhatsApp Image 2019-09-19 at 10.52.19 AMVitória da Democracia!

A aguardada palestra dos jornalistas Alexandre de Santi e Leandro Demori, editores do site The Intercept Brasil, foi um prêmio à democracia em Lajeado. Os truculentos – e até um ou outro preconceituoso – ficaram intimidados com a coragem dos palestrantes e com o pulso firme da reitoria da Universidade do Vale do Taquari (Univates) e, enfim, respeitaram o espaço democrático da “casa do saber”, da “casa do conhecimento”. Apesar do forte esquema de segurança, não houve qualquer manifestação contrária minimamente visível nos arredores.

Dentro do teatro, uma aula de jornalismo como poucas vezes se viu naquela universidade. Em pouco mais de duas horas, e amparados pelos bons jornalistas da região que participaram do DEBATE – tendo na figura do excelente repórter, Filipe Faleiro, a representatividade do A Hora –, falaram sobre tudo aquilo que muitos teimam em desinformar por meio de redes sociais diversas. Quem não foi, perdeu. Quem foi, aprendeu. Independente de Direita ou Esquerda foi um debate sobre cidadania e respeito. Parabéns, Univates. Parabéns, Intercept!


Movimentações estratégicas

Em Estrela, Comandante Cezar assumiu de vez a pré-candidatura a prefeito. Já está costurando diversas alianças para o pleito. Já o atual vice-prefeito, Valmor Griebler – hoje no PV, mas que provavelmente migrará para o PL – ainda sonha com a candidatura e busca no PP um parceiro para lutar pela prefeitura em 2020. Entretanto, existe uma ala política disposta a apoiar um novo nome: Renata Becker, presidente municipal do PL. Seria um fato novo no cenário político estrelense: a primeira prefeita mulher na cidade. Mas, em recente entrevista, ela mesma cravou o nome de Griebler como a grande aposta da sigla.


Câmara de Arroio do Meio

O próximo presidente da Câmara de Vereadores de Arroio do Meio deverá ser Luis Both (MDB). Ele é o candidato favorito dos vereadores de oposição e, para tal, ontem foi votado um requerimento que autoriza o parlamentar a voltar em dezembro para participar da eleição. Eu explico melhor. Inicialmente ele ficaria dois meses em licença – novembro e dezembro –, conforme acordo firmado com o MDB, e aprovado por meio de outro requerimento. Mas, como este período iria coincidir com o momento da escolha da nova Mesa Diretora, foi necessária essa nova votação para autorizar o retorno dele em dezembro. Complexo, né?


Vereadores e salários I

Diante das duras críticas efetuadas pelo colunista Adair Weiss na edição do A Hora desse fim de semana, a primeira reação de muitos vereadores, assessores e militantes foi a de “romper com qualquer contrato e não repassar mais qualquer recurso para o jornal”. Estranho. Se qualquer veículo de comunicação recebe dinheiro do Executivo ou Legislativo eu pressuponho que tal gesto sirva para dar transparência para as ações de ambos os poderes, e não para censurar as críticas ou mesmo para elogiar vereadores ou gestores. Ou eu estou enganado?


Vereadores e salários II

Sobre o pronunciamento do presidente da Associação dos Vereadores do Vale do Taquari (Avat), Waldir Blau (MDB) – que tem procuração para falar em nome de todos os parlamentares –, restou provado que muitos legisladores insistem em desvirtuar esse importante mecanismo da Democracia. Segundo ele, solicitar limpeza de bueiros, troca de lâmpadas e outros serviços básicos é função do legislador. Não é. Isso é função do contribuinte. Tarefa do vereador é fiscalizar e legislar. E de preferência, não em causa própria.


Vereadores e salários III

Ninguém é perfeito, muito menos este colunista (longe disso, aliás). Waldir Blau (MDB) exagerou nas colocações durante a sessão legislativa dessa terça-feira. Desrespeitou a todos os profissionais deste jornal e com isso caiu em contradição. Afinal, era justamente essa a tese dele sobre os vereadores e as palavras do colunista – “Ofendeu a todos”. Mas Blau está no seu quinto mandato e isso precisa ser levado em conta. São poucos com tanto respaldo junto ao eleitor. E muito por isso, e apesar de eventuais desavenças, merece todo o nosso respeito.


 

Vereadores e salários IV

Sem entrar no mérito da ação, afinal o caso está com o MP e o Secretário da Fazenda de Estrela Henrique Lagemann tem amplo direito à defesa, a questão levantada pelo vereador Norberto Fell (PPS) sobre o uso das diárias é um exemplo da importância de um Legislativo atuante. Certo ou errado, o parlamentar usa as prerrogativas legais para elucidar fatos suspeitos e evitar danos ao erário. Muito por isso, nós, jornalistas, precisamos cuidar para não alimentar um fato corriqueiro e notório no cenário nacional: a criminalização da classe política.


Vereadores e salários V

Presidente do Legislativo de Lajeado, Neca Dalmoro (PDT) também desrespeitou os profissionais do A Hora ao dizer que o jornal só publica fatos negativos. É falácia. O próprio Adair Weiss publicou extenso elogio ao trabalho dos parlamentares junto ao Plano Diretor. E outras tantas matérias jornalísticas destacaram as sessões plenárias e audiências lá realizadas. Mas não custa repetir: questões como o Plano Diretor, o transporte público, CPI, as reuniões das comissões, entre outras ações atestam, sim, a importância do parlamento lajeadense.

RODRIGO MARTINI – rodrigomartini@jornalahora.inf.br

 

Notícias relacionadas
Cidades

Certel fará desligamento de energia na manhã deste domingo

Serão afetados os municípios de Canudos do Vale, Forquetinha, Marques de Souza, Travesseiro, Sério, Boqueir… Leia mais

Comportamento

Solte seus cachos!

Descubra a transição capilar através da história de quem passou pelo processo

Cidades

Jovem morre após carro atropelar cavalo na ERS-435

Acidente ocorreu no quilômetro 5 da rodovia, em Ilópolis. Luciano Scheidt dos Santos tinha 20 anos e era um … Leia mais