Versão Impressa

Jornal A Hora

Artigo

Ardêmio Heineck Ardêmio HeineckEmpresário e consultor

Publicada em 22/06/2019

Para onde vai nossa Região?

O Vale do Taquari sempre foi bem articulado, com lideranças sabedoras de como concretizar nossos anseios. Ações decisivas nas últimas décadas desenharam o Vale que temos: trouxemos a BR 386 nas décadas 1950/60, a RS 130, a Rota do Sol e o Porto de Estrela nos anos 70. Duplicamos Estrela/Lajedo nos anos 90 e duplicamos Estrela/Tabai nos anos 2000.

Reforçamos a matriz energética, asfaltamos acessos municipais, eletrificamos o interior, qualificamos e expandimos a rede de educação e saúde, somos modelares na integração Estado/comunidade na área da segurança, elegemos Deputados Estaduais e Federais daqui, Governadores e Secretários de Estado vinham nos visitar. Na atividade econômica, graças aos produtores rurais e aos trabalhadores, e ao empreendedorismo das nossas pessoas, empresas surgiram e se tornaram importantes.

Criamos e consolidamos feiras. Solidificamos o sentimento regional e, com a miscigenação de diversas raças, surge o “povo do Vale do Taquari”. Vimos nadando a braçadas largas no mar da tranquilidade do desenvolvimento e da estabilidade. E é aí que mora o perigo!

É da natureza humana organizar-se, trabalhar, lutar, buscar o sucesso. Acontece individualmente, em família, nas empresas e nas comunidades. Surge, então, o perigo da acomodação, da “zona de conforto”. No meio empresarial, quem não tiver um processo dinâmico e constante de monitoramento do mercado, da busca da eficiência e da eficácia, da profissionalização, está fadado ao fracasso. Dezenas de exemplos deste insucesso nos cercam. A reconstrução, se ainda possível, é penosa e demorada.

No campo individual e social não é diferente.

Parece que nosso Vale chegou nesta fase da acomodação, da desarticulação. Uma Torre de Babel em que grupos distintos correm em diferentes direções, buscando de modo confuso e individualista, aparentemente as mesmas coisas. E quando vamos em conjunto, não temos estratégia e nem efetividade. Na política, estamos órfãos. Secretários e Governadores já não nos visitam. Na logística, desde 2012 corremos atrás da duplicação do importante eixo Venâncio Aires/Muçum, sem sucesso, não conseguindo nem mesmo inscrevê-lo no Programa Estadual de Concessões a ser lançado. Ainda estão na fila a duplicação da Rota do Sol entre Estrela e Teutônia, assim como a Via Láctea. Sem falar nos acessos asfálticos a Municípios ainda pendentes e nos que se deterioraram sem serem consertados.

Há solução? Sim. Nos valorizando, fortalecendo a autoestima e fazendo valer a força da nossa Região. Sabendo dizer não a quem não é parceiro e unificando o discurso ao redor de prioridades regionais consensadas. Tal qual empresas e entidades bem-sucedidas: elas determinam metas, traçam estratégias e ações para atingi-las. Nosso Codevat pesquisa, periodicamente, a busca das nossas prioridades. Pois agora temos um acréscimo importante nesta matéria ao se somar a sugestão das empresas, de todos os portes, das mini/pequenas às médias/grandes, sob coordenação da Federasul e da CIC Vale do Taquari. Semana passada entidades empresariais elegeram dez macro oportunidades para a Região:   duplicação Venâncio-Muçum; tratamento de dejetos suínos; turismo; pequenas centrais hidroelétricas; infraestrutura de telefonia e de dados; reconhecimento como o Vale dos Alimentos; referências de saúde; cooperativismo e associativismo; efetivo policial; intermodal hidro-ferro-rodoviário do Porto de Estrela.

É possível? Claro! Está no nosso DNA concretizar o que precisamos. Mas, unidos. E aí, juntos, olharmos, a cada amanhecer, o sol despontando sobre estes belos morros que nos cercam, dizendo-nos que, a cada dia, construímos um gostoso jeito de viver e um baita futuro.

Notícias relacionadas
tênis

Torneio de tênis reuniu os melhores no CTC

A competição CTC Finals ocorreu no fim de semana

Veloterra

Encantado realiza a final do Regional do veloterra

Parque João Batista Marchese irá sediar etapa noturna no sábado

Estrela

Posto de Saúde Central de Estrela muda de endereço

Atendimento no atual endereço encerra nesta quinta-feira. Novo local abrirá no dia 17