Imigrante

Comunidade ainda aguarda promessas

Moradores cobram área de lazer e asfaltamento de ruas no bairro

Por

Comunidade ainda aguarda promessas

O bairro é um dos únicos do município que ainda não tem uma área de lazer. Faz mais de um ano que a Associação de Moradores adquiriu um terreno e arrecadou verba para reformar uma casa cedida para sua sede. Ali também seria feita uma pracinha e uma academia ao ar livre. Mas o projeto ainda não saiu do papel.
“Era para vir um engenheiro da prefeitura para nos auxiliar desde fevereiro e ainda não apareceu. Da nossa parte, já temos tudo”, lamenta o presidente da Associação de Moradores, Airton Wollmer.
Ele explica que não há espaços para os moradores praticarem exercícios físicos ou para as crianças brincarem. Por isso, costumam visitar bairros vizinhos ou programar passeios até o centro da cidade nos fins de semana.
Além disso, muitos moradores já são aposentados e são responsáveis por buscarem os netos na escola no fim da tarde, já que as atividades escolares se encerram perto das 16h30. Depois disso, as crianças costumam ficar dentro de casa. A neta da moradora aposentada Dulce Schlosser, 61, tem cinco anos. No ano que vem ela passa a frequentar a escola do bairro e Dulce lamenta pela pracinha ainda não ter sido construída. “Tem muita criança no bairro e elas não têm onde brincar. O governo não olha pra nós porque somos poucos moradores e a maioria que não precisa votar pela idade”, acredita.

A moradora Dulce reclama da falta de pracinhas e ruas não asfaltadas

A moradora Dulce reclama da falta de pracinhas e ruas não asfaltadas

Poeira sem fim

A moradora também reclama da poeira e do estado das ruas que não são asfaltadas. “Não adianta limpar a casa, porque quando passa algum carro ou caminhão entra toda a poeira”, comenta.
Segundo Wollmer, essa também é uma demanda pendente no bairro. A preocupação também é com a segurança das crianças que frequentam a escola, já que não há calçamento e nem redutor de velocidade pela falta de pavimentação.
mapa_da_cidade_06

BIBIANA FALEIRO – bibiana@jornalahora.inf.br

bravo