Edição 07/04/2020 Edição impressa

Terça-Feira08 de Abril, 2020

38 º ENCORE

Conventos recebe encontro nacional de orquestras

Mais de 300 alunos de 11 escolas do RS e SC participarão de evento em Lajeado

Por

Conventos recebe encontro  nacional de orquestras
Pensar O Vale

Depois de sediar duas vezes o encontro regional, o Colégio Sinodal Conventos recebe pela primeira vez o Encontro Nacional de Conjuntos Instrumentais da Rede Sinodal de Educação (Encore). Em sua 38ª edição, estão inscritos 326 alunos de 11 escolas que vêm a Lajeado entre os dias 23 e 25 de agosto. O evento também ocorre em Novo Hamburgo com 13 escolas participantes. Os estados participantes são Santa Catarina e Rio Grande do Sul. ]
Cada escola leva o seu regente e professores que auxiliam a orquestra, além das famílias que acompanham. Segundo o diretor da escola, Rui Griesang, os alunos visitantes se hospedam nas famílias dos alunos anfitriões. Além disso, a escola do bairro
Conventos é responsável por disponibilizar os lanches e almoços.
“Para nós, é um desafio. É um momento de integração entre as orquestras, de compartilhar experiências e de aprender”, entende o diretor.
Durante os dias, ocorrerão os ensaios e nas noites de sexta-feira e sábado, a partir das 19h, haverá as apresentações de cada orquestra.
O sábado também será marcado pela apresentação da grande orquestra, quando todos os 326 alunos tocarão juntos seis peças musicais. No domingo, a partir das 9h15, ocorrerá o encerramento do encontro com o culto festivo, quando novamente a grande orquestra executará em conjunto as músicas escolhidas para o 38º Encore.

Orquestra Conventos

Em 2009, o diretor do Colégio Sinodal Conventos formou o primeiro grupo de músicos, com cerca de oito alunos. Mais tarde, foi contratado o regente Rodrigo Ruarez, e o grupo passou a ser composto por 34 integrantes. Hoje Griesang é diretor da orquestra, já tendo ministrado aulas de música para o ensino fundamental da escola.
“As crianças têm aulas de música até o 6º ano. A partir do 4º elas já aprendem a flauta e podem entrar para a orquestra”, explica o diretor.

Talentos mirins

Entre os músicos, está o aluno do 3º ano do EM, Tiago Kolling Eckardt, 19, que toca na orquestra do colégio desde sua fundação. Eckardt iniciou com a flauta nas aulas de Griesang. Depois aprendeu o violão, a bateria e a guitarra – instrumento que toca hoje. Já tendo participado de muitos Encores, o estudante considera um momento importante para os músicos.
“Com a música, eu posso relaxar dentro da semana de estudo e trabalho. É um momento em que eu esvazio a cabeça e aproveito”, ressalta.
A colega Clara Luísa Groders, 17, toca saxofone e canta na orquestra da escola. Ela também já participou de muitos encontros das escolas sinodais e criou muitos amigos durante os dias de hospedagem. “Nestes eventos a gente também aprende outras formas de ensaio das escolas da mesma rede que a nossa que muitas vezes têm uma cultura diferente”, entende.
Clara aprendeu a tocar violão quando ainda era pequena, sempre incentivada pela família. Ela acredita que, se não seguir a música como profissão, continuará tocando e cantando de qualquer forma.

Atrás dos sonhos

As alunas do 4º ano do EF Anny Erthal e Tandara Purper se preparam para o primeiro Encore tocando flauta. Na expectativa por serem também novas integrantes da orquestra, elas esperam continuar tocando e aprenderem também o saxofone.
“Eu gosto porque meu avô toca saxofone e ele sempre me incentivou a seguir meus sonhos. Meu sonho sempre foi entrar na orquestra”, conta Tandara.
 

BIBIANA FALEIRO – bibiana@jornalahora.inf.br

bravo