Edição 07/04/2020 Edição impressa

Terça-Feira08 de Abril, 2020

Marques de Souza

Município inaugura feira do produtor neste sábado

Encontro estimula agricultores a diversificarem a produção. Feira passará a ocorrer semanalmente

Por

Município inaugura feira do produtor neste sábado
Pensar O Vale

Com venda de produtos da agricultura familiar, peixes vivos, chopp artesanal e música ao vivo, o município inaugura oficialmente a feira do produtor no próximo sábado, 24. A atividade ocorre na Praça Recanto Livre, a partir das 8h. A feira passará a ser realizada todos os sábados.
No local, 12 famílias de produtores comercializarão hortaliças diversas, como alface, rúcula, cenoura, beterraba e cebola, além de frutas da época, como laranja, bergamota, abacate e nozes. Durante a abertura também haverá comercialização de produtos de agroindústrias e artesanato e feira do peixe vivo. Chopp artesanal e música ao vivo vão animar o público.
O engenheiro agrônomo e extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Diego de Oliveira, salienta que a ação que consolidou a feira está ligada ao Programa de Irrigação de Hortas Doméstico- comerciais em Pequenas Propriedades da Agricultura Familiar do Governo do Estado. O programa destinou kits de irrigação por gotejamento para áreas de mil metros quadrados voltadas à produção de hortigranjeiros para consumo e comercialização do excedente. “Digamos que a produção de alimentos saudáveis seja, de alguma forma, a ‘contrapartida’ dos agricultores”, resume.
Para o agricultor Almir Kehl, da comunidade de Linha Atalho, o sistema de irrigação foi o que estimulou a família para a constituição de uma horta. “A gente sabe que a questão da água pode ser um problema e este certamente foi um primeiro passo”, afirma. Ele salienta ainda que a instalação de caixas da água, de bombas, de filtros e de encanamentos foi realizada de forma gratuita, com o apoio da Prefeitura.
Produtor de leite e de aves, Kehl reforça a importância do cultivo de hortaliças como uma alternativa a mais para os agricultores. “É uma forma de diversificar, de não ficar refém apenas de uma renda”, pontua.
A ação para consolidação da feira foi acompanhada ainda pelo assistente técnico regional em Sistema de Produção Vegetal da Emater/RS-Ascar, Lauro Bernardi. Ele ministrou palestra reforçando a importância da organização dos agricultores. “As feiras livres, no fim das contas, são espaços democráticos de celebração da vida e da cultura local e de contato direto entre produtor e consumidor final o que, por si só, já justifica a sua existência”, enfatizou.

bravo