opinião

Bibiana Faleiro

Bibiana Faleiro

Jornalista

Outubro Rosa

Por

Pensar O Vale

Falar de câncer é delicado. Principalmente no mundo feminino. Nesse mês de outubro, vemos o símbolo da prevenção ao câncer de mama espalhado em diferentes campanhas e ações sociais.

Não presenciei a doença de perto. Não sei seus efeitos reais. Não senti na pele o que milhares de mulheres sofrem depois de sessão atrás de sessão da quimioterapia. Nós somos diferentes. Nossa feminilidade é a nossa força. Mas a doença é capaz de afetar até isso, quando pacientes retiram as mamas, ou perdem o cabelo.

Acho injusto com elas falar de algo que não vivi. Mas considero extremamente necessário. Para a reportagem especial do caderno, conversei com duas mulheres corajosas e incrivelmente fortes que passaram pelo câncer. A feminilidade delas, mesmo sem cabelos ou sem parte do seio, está na garra e vontade de viver. Mulheres são guerreiras antes de serem esteticamente bonitas.

Durante a conversa, elas choraram. Eu só soube segurar suas mãos. Imaginei tudo o que passaram e, egoistamente, não achei que eu própria teria forças. Mas elas se agarraram na família, na fé em Deus e estão aí cheias de vontade de viver. Vendo o sorriso delas e a gratidão, senti-me privilegiada por tê-las conhecido.

O Outubro Rosa não é só mais um mês de prevenção, ele é o reforço do cuidado que devemos ter o ano inteiro. O autoexame pode ser feito em casa mesmo, em frente ao espelho. Qualquer sinal que lhe deixe insegura, consulte sua médica. Saiba que muitas de nós estão aqui para te ajudar.

bravo