Variedades

Apaixonados por Fusca se reúnem em Lajeado

Vigésima edição do encontro deve reunir mais de 200 veículos no Parque do Imigrante. Programação segue no domingo.

Por

Apaixonados por Fusca se reúnem em Lajeado
Pensar O Vale

O Fusca 1971 foi o primeiro carro de Maicon Corrêa, de São Leopoldo. Desde que comprou o carro, no Natal de 2013, ele frequenta encontros de carros antigos. Ele buscava um Fusca original, mas só encontrava carros em mau estado.

 

“Fui criado dentro de um Fusca 1978, que foi do meu pai por 12 anos. A paixão vem desde pequeno”, conta.

 

Na véspera de Natal daquele ano, descobriu que um vizinho tinha o Fusca a venda. Fez uma proposta, mas foi recusada. “Dia 25 de dezembro ele bateu lá em casa e nós fechamos negócio. Quando é pra ser e pra ser.”

 

Corrêa e a namorada, Cátia Aranda, chegaram nos primeiros momentos do evento, às 8h desse sábado, 18, e acamparam no mesmo local que costumam ficar quando vêm ao Parque do Imigrante.

 

Maicon e Cátia sairam cedo de São Leopoldo e chegaram no início do evento

Maicon e Cátia sairam cedo de São Leopoldo e chegaram no início do evento

20ª edição do encontro

A vigésima edição do Encontro Estadual de Fuscas e Derivados a Ar de Lajeado ocorre neste fim de semana no Parque do Imigrante, em Lajeado. O evento ocorre todo ano, sempre próximo do dia 20 de janeiro, Dia Nacional do Fusca.

 

Até o fim da tarde de sábado, mais de 80 veículos haviam se inscrito. A expectativa da organização é reunir mais de 200 carros. Além de fuscas, participam outros modelos da Volkswagen. O evento é organizado pelo Clube do Fusca de Lajeado. 

 

Antonio Nelson Oliveira é o presidente da entidade, fundada em 1997, que reúne apaixonados pelo modelo mais clássico da Volkswagen. “É um hobby. Tem gente que gosta de futebol, nós gostamo de Fusca”, define.

 

Evento segue no domingo

A programação segue até a noite, com um show de fandango às 23h, e segue ao longo do domingo. Às 15h30 de domingo ocorre a premiação. São mais de 20 categorias.

 

A entrada para visitantes é gratuita. Para o fandango, sera cobrado ingresso de R$ 10.

 

 

MATHEUS CHAPARINI – matheus@jornalahora.inf.br

bravo