Edição 07/04/2020 Edição impressa

Terça-Feira08 de Abril, 2020

Começa a peleia

As caras do Vale no Gauchão 2020

Pelo menos oito filhos do Vale do Taquari estarão envolvidos na disputada do mais tradicional campeonato do estado

Por

As caras do Vale no Gauchão 2020
Eleições 2020

O Campeonato Gaúcho de 2020 inicia hoje. Doze equipes estarão envolvidas na disputa da competição mais tradicional do Rio Grande do Sul. Como de costume, a dupla Gre-Nal inicia o campeonato com o favoritismo ao título. O Grêmio é o atual bicampeão, enquanto que o Inter busca uma taça que não conquista desde 2016. O Vale do Taquari não estará representado por nenhuma equipe, mas possui diversos profissionais, dentre jogadores, árbitros e comissão técnica, envolvidos na disputa.

Natural de Bom Retiro do Sul, o zagueiro Kesley Mattes é uma das esperanças do Novo Hamburgo. O atleta alcançou projeção no futebol amador e nas divisões de base, até chegar à equipe da Região Metropolitana. Esta será a sua segunda participação no Gauchão, mas a primeira em que entrará em campo. “Neste ano estou me preparando e concentrado para poder ajudar minha equipe da melhor forma.”

Mattes considera o Gauchão uma grande competição, das mais competitivas do país e marcada pelo equilíbrio. Por isso, vê no estadual uma oportunidade de vitrine, onde se empenhará ao máximo para que ela sirva de trampolim para a sua carreira. “Todas as equipes são fortes. Tirando a dupla Gre-Nal não há favorito, vamos brigar partida a partida, buscar pontuar ao máximo.”

2020_01_22_arquivo_pessoal_gauchão_gonzaloOutro atleta que busca projeção no campeonato é o lajeadense Gonzalo Fornari, atacante do São José. Esta será a sua segunda participação como profissional no Gauchão. “A expectativa é sempre grande, em fazer um bom campeonato e ir crescendo profissionalmente, buscar sempre lugares ainda melhores para trabalhar”, comenta.

Nos últimos anos o São José se acostumou a sempre chegar pelo menos na fase eliminatória do certame, e nesse campeonato não será diferente. “Queremos nos classificar e chegar nas finais.” Para isso, Fornari espera ter mais chances e atuar com mais regularidade do que no último ano.

2020_01_22_arquivo_pessoal_gauchão_henriqueExperiência a favor do Ypiranga

Mais experiente, o volante Henrique Schwarzer irá para a sua terceira temporada com a camisa do Ypiranga. Natural de Arroio do Meio, o atleta disputará o seu quinto Gauchão, e segundo com a equipe de Erechim.

As expectativas são as melhores possíveis, o clube fez uma boa pré-temporada, e com isso, Henrique espera que a entrega e dedicação rendam frutos durante a competição. “O Gauchão está entre os campeonatos mais disputados do país, só quem jogou entende como é equilibrado e qualificado”, comenta.

Com isso, o volante considera uma honra estar atuando na competição. “Vou me dedicar ao máximo para atingir todos os objetivos, a responsabilidade e a alegria são enormes.”

15_A_HORAVale representado no apito

Não é só com a bola que o Vale do Taquari estará representado. Daniel Aloysius Soder, 40, irá para a sua sétima participação como árbitro no campeonato estadual, trajetória que iniciou em 2014. A primeira partida que apitará será hoje à noite, o duelo entre Pelotas e Novo Hamburgo.

Soder considera o Gauchão o campeonato mais difícil e competitivo de todo o Brasil, sendo a competição que todos os árbitros querem chegar a nível estadual. “Me sinto privilegiado por poder participar de uma competição com essa grife. Somos muito exigidos, precisamos estar sempre bem preparados. A competição é curta e temos que dar o nosso máximo a cada jogo.”

Como partida especial, lembra de um duelo entre Grêmio e Veranópolis, disputado na Arena do Grêmio. Na ocasião, o Tricolor era comandado por Felipão, que descontente com a sua equipe, deixou a casamata antes do término da partida. “Antes de deixar o estádio, no corredor de vestiários eu o encontrei, ele fez questão de nos parabenizar pela partida, e comentou que a atitude dele foi em função da equipe não ter jogada nada bem.”

Outros filhos do Vale

Conforme levantamento realizado pela equipe do A Hora, o Vale do Taquari estará representado por pelo menos oito profissionais. Além dos já mencionados, participarão do Gauchão o lajeadense Ruimar Kunzel, auxiliar técnico da equipe de transição do Grêmio. O goleiro Vinicius Parise, do Pelotas. E o volante Moisés Wolschick, do Juventude. A arbitragem ainda estará representada pelo experiente Leandro Vuaden.

Fórmula de disputa

Em 2020, o Gauchão terá uma nova fórmula, com as 12 equipes divididas em dois grupos. A primeira parte da competição foi nomeada “Taça Coronel Ewaldo Poeta”. A segunda, será a “Taça Francisco Noveletto”. Os campeões de cada turno disputarão o título de campeão gaúcho.

bravo