Futsal

Alaf vive indefinições sobre o futuro da temporada

Federação Gaúcha divulgou o calendário para 2020 sem a confirmação de participação da equipe lajeadense

Por

Alaf vive indefinições sobre o futuro da temporada
Pensar O Vale

Enquanto a Federação Gaúcha de Futsal divulga o calendário de competições para a temporada, a Alaf vive indefinições sobre o futuro de suas atividades profissionais. A direção da equipe trabalha para viabilizar a participação em no mínimo três campeonatos, no entanto, esbarra em problemas financeiros e falta de recursos.

A FGFS anunciou o calendário de jogos, pelo menos três competições podem ter a participação do time lajeadense. As Copas Regionais ocorrem de março a maio. A Copa dos Pampas de maio a agosto. E a Liga Gaúch será jogada no segundo semestre, de agosto a dezembro.

Equipes como a ACBF e Atlântico devem participar da Copa dos Pampas com o time Sub-20. Enquanto isso, a Alaf dará a resposta quanto a participação até o final de fevereiro. “Estamos definindo algumas situações para viabilizar o ano da Alaf. Buscando recursos para poder continuar representando nossa cidade e nosso Vale da melhor maneira”, comenta André Delazeri, presidente da equipe.

Segundo o presidente, janeiro é um momento onde as empresas estão com muitos diretores em férias. Então, a partir de fevereiro as conversas devem começar a evoluir. Outras questões, como a liberação da verba do Pró Esporte, ainda estão pendentes. “Estamos trabalhando muito para manter a equipe. Nossa ideia é participar de todas as competições, mas hoje não posso confirmar a presença em qualquer competição.”

Escolinha retorna no sábado

Se o profissional vive indefinições, as categorias de base da equipe estão com as atividades confirmadas. Os treinos reiniciam no próximo sábado, dia 1º, para alunos de 4 a 9 anos. As atividades ocorrem no ginásio do bairro Campestre aos sábados pela manhã, e no ginásio do Parque do Imigrante às terças à noite.

A escolinha atenderá alunos de 4 a 13 anos e participará de diversas competições ao longo do ano, incluindo o Estadual das categorias Sub-9, Sub-11 e Sub-13. “É um braço fundamental da Alaf. Será um trabalho muito sério, buscando usar o esporte para formar grandes pessoas e, se possível, aproveitá-las no adulto também”, salienta o presidente.

bravo