Gurias do Inter

Atletas do Vale são campeãs da Libertadores

Jogadoras do Internacional, Suellen Keller e Sabrina de Brito visam agora a disputa do Mundial

Por

Atletas do Vale são campeãs da Libertadores
A atacante Suellen Eduarda Keller está no Inter desde o ano passado - Crédito: Arquivo Pessoal
Estado

O Internacional sagrou-se campeão da Copa Libertadores Feminina Sub-16 no último domingo. Em Luque, no Paraguai, venceu o Liverpool, do Uruguai, e levantou a taça da competição. No time, duas atletas são do Vale do Taquari.

A atacante Suellen Eduarda Keller, 15, nasceu em Lajeado mas sempre morou em Colinas. Conta que começou a gostar de futebol ainda na escola, por volta dos 6 anos. Logo ingressou na escolinha de futsal da cidade, e depois de um ano já estava na escolhinha de futebol do Grêmio, em Lajeado. “Eu era a única menina da escolhinha e iniciei jogando com os guris, só depois de um ano começou a ter a equipe feminina”, lembra.

Depois de lá, passou pela AEF, de Estrela, e está desde janeiro de 2019 no Inter. No Colorado, conquistou a maioria dos títulos que disputou. Venceu o Gauchão Sub-16, a Liga de Desenvolvimento, e agora, a Copa Libertadores. O próximo desafio será o Mundial, nos Estados Unidos. “Ganhar a Libertadores é um sonho realizado, algo inexplicável. Temos um grupo forte, meninas de vários estados. Agora é continuar treinando forte para o Mundial.”

A goleira Sabrina de Brito tem em seu currículo três convocações para a Seleção Brasileira Sub-17

Goleira por acaso

Natural de Estrela, a goleira Sabrina de Brito, 16, diz que pratica o futebol desde sempre. Antes jogadora de linha, foi parar no gol por um acaso. “Um dia fui jogar um torneio e faltou uma goleira. Fui para o gol e nunca mais saí”, lembra.

Antes do Inter, ela jogava no AEF, de Estrela. Em 2018 a equipe sagrou-se campeã do Gauchão em cima do Inter, fato que chamou a atenção do Colorado. Em 2019 ela já era atleta do time. Conquistou diversos títulos com o clube, que renderam também três convocações para a Seleção Brasileira Sub-17.

Sobre a conquista da Libertadores, considera algo super difícil, e que deve ser comemorado. “Foi uma competição muito qualificada, enfrentamos equipes tradicionais da América. Com muito trabalho, foco e dedicação, saímos campeãs. Agora vamos fortes em busca do título Mundial.”

 

bravo