Educação

Univates inicia ano letivo com desafio de repensar o ensino

Universidade faz intercâmbios com instituições de outros países e diversifica atividades para além da educação

Por

Univates inicia ano letivo com desafio de repensar o ensino
Lajeado

Como será a sala de aula do futuro? Este é um dos questionamento que norteia a reitoria e o corpo docente na Univates em 2020. De acordo com o reitor Ney Lazzari, um dos principais objetivos do ano é dar início a uma mudança no modelo de ensino tradicional.
Lazzari afirma que esta é uma preocupação das universidades no mundo inteiro. A transformação passa por repensar a forma como os alunos aprendem e interagem com os professores.

“Não há uma resposta pronta. Estamos no meio de um processo de transformação, que passa por novas tecnologias, por novas vontades das pessoas, o que vai gerar um novo tipo de universidade. Isso não se constrói em um ano”, afirma.
Entre as medidas tomadas pela universidade neste sentido está a contratação de consultoria de uma universidade de Barcelona. Além disso, ao longo do ano, grupos de professores visitarão instituições de ensino de três países – México, Espanha e Finlândia – para conhecer experiências inovadoras de ensino.

“Fundo do poço” da crise do Ensino Superior

Nos últimos quatro anos, as universidades privadas convivem com uma queda no número de alunos. No Brasil, este fenômeno é agravado pela redução nas políticas de financiamento estudantil.

Lazari acredita em uma retomada do crescimento do Ensino Superior nos próximos anos.
“Estamos chegando este ano no fundo do poço na crise do Ensino Superior. A expectativa é que a curva de perda de alunos se reverta e, para o ano que vem, a gente comece a equilibrar para voltar a crescer de novo”, avalia.
Junto a esta redução, crescem os cursos à distância. Os cursos de formação de professores despontam nesta modalidade. De acordo com o reitor, 70 % dos alunos de pedagogia se formam à distância. Esta realidade traz um desafio em relação à manutenção da qualidade da formação.

Encerramento de 4 cursos

Em função da redução da demanda, quatro cursos presenciais serão encerrados pela Univates: Design de moda, Fotografia e as licenciaturas em Biologia e História.

Para 2021, a universidade planeja a criação de um curso de Veterinária, em função da crescente demanda do mercado voltado aos pets. A iniciativa está em análise. Até a metade do ano, a reitoria deve decidir pela criação ou não da graduação.

Alternativas para além do ensino

Com a crise do ensino superior, a universidade busca alternativas de custeio. É o caso da parceria com a administração municipal de Lajeado na área da saúde.

Um novo negócio desenvolvido pela Univates é o Unianálises, que atua na certificação de qualidade na área de alimentos. O laboratório emprega cerca de 70 pessoas e presta serviço para diversos estados. Até julho, uma nova unidade deve ser criada no Mato Grosso.

Atrações na volta às aulas

A universidade prepara uma programação especial para acolher quem está chegando agora e quem volta para mais um ano de estudos.
Será lançado hoje o Aplicativo Univates, que oferece informações e funções para quatro perfis diferentes: alunos, técnico-administrativos, professores e comunidade.

A acolhida contará com o lançamento do “Jornal dos alunos”, site que pode ser alimentado pelos alunos com matérias, artigos e sugestões de pauta. Em frente ao Prédio 1, que ganhou a arte do muralista Eduardo Kobra, há um mirante para tirar fotos. O Prédio 9 contará com um espaço para descanso, com uma grande almofada. O espaço é fechado e terá projeções no teto. Já no Prédio 16, o espaço “Minha Marca” possibilita ao aluno deixar seu registro em um painel maleável.

bravo