opinião

Rodrigo Martini

Rodrigo Martini

Jornalista

Coluna aborda os bastidores da política regional e discussão de temas polêmicos

Caras novas e velhos conhecidos

Por

Vale do Taquari
Pensar O Vale

O dia quatro de abril é o prazo final para a filiação dos futuros candidatos. Em Lajeado, especificamente, a disputa dos partidos pelos nomes mais conhecidos entre os eleitores iniciou muito antes do ano eleitoral, mas deve ser intensificada em fevereiro e março. O troca-troca de correligionários promete surpresas no pleito de outubro. Assim como a presença de nomes que, até então, andavam um tanto distantes da política municipal.

Caras novas e velhos conhecidos II

No MDB, partido com o maior número de representantes no Legislativo – são quatro vereadores eleitos em 2016 –, é possível destacar ao menos três novos candidatos, todos de áreas bastante distintas na sociedade lajeadense. Um deles já foi citado nesta mesma coluna. Trata-se de Cássio Bonfadini, conhecido na noite e nas baladas por “Perdigão”. É uma aposta forte da coordenação regional do partido.

Caras novas e velhos conhecidos III

As outras duas apostas do MDB de Lajeado também concorrem pela primeira vez. O advogado Bruno Salvatori, ex-presidente do Diretório Central de Estudantes (DCE) da Univates, vai concorrer a vereador. O mesmo deve ocorrer com a presidente da ONG Apama – responsável pelo atendimento de animais abandonados –, Ana Rita da Silva Azambuja, que recebeu a distinção Comenda Doutora Regina Aesse Nöthen em 2019.

Caras novas e velhos conhecidos IV

O MDB também trabalha para manter nomes já consolidados, além de garantir a filiação da ex-presidente, Neca Dalmoro (PDT). O vereador Ederson Spohr, por exemplo, parece ter recebido uma injeção de gás nas últimas semanas, já que nos últimos meses passou insólito pelo plenário da câmara, e chegou a admitir “cansaço” com a política municipal. Outro que fica na sigla, mesmo sem ser unanimidade entre correligionários, é o também vereador, Waldir Blau.

Caras novas e velhos conhecidos V

O PP também promete novidades – o Procurador Jurídico Alex Schmitt é um dos cotados. Entretanto, muitos apostam que o partido concentrará esforços em Isidoro Fornari. Para isso, algumas alas estudam formas de concentrar forças na campanha dele, sem esquecer nomes importantes da sigla, como Lorival Silveira, Waldir Gisch, Mozart Lopes e Fabiano Bergmann, e sem deixar de lado as possíveis candidatas Eliana Heberle, Ana Lazzaron e Mara Goergen.

Caras novas e velhos conhecidos VI

Já o PT, partido que governou a cidade entre 2013 e 2016, está um pouco atrás dos adversários. O Diretório Municipal garante 14 nomes confirmados para 23 vagas. Mas a desconfiança paira forte sobre esses números. Luís Fernando Schmidt e Sérgio Kniphoff, dois importantes puxadores de votos nos últimos pleitos, devem ficar de fora da nominata. E nomes que trabalham forte nos bastidores ainda não estão maduros para concorrer.

Caras novas e velhos conhecidos VII

O PSDB, como muitos sabem, confirmou a futura filiação do vereador Ildo Salvi, e também deve apostar em nomes novos, como Alex Braga, Guilherme Bolsi e Márcio Dal Cin. A sigla também estuda lançar o Secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Reckziegel, e o de Meio Ambiente, Luís Benoitt. Por outro lado, a vereadora Mariela Portz já anunciou que não concorrerá, e não está descartado o retorno do pai dela, o ex-vereador Delmar Portz.

Caras novas e velhos conhecidos VIII

Há fortes movimentações nos demais partidos registrados em Lajeado, principalmente no PSB. Nos bastidores, a sigla realiza intensos movimentos para atrair nomes já consolidados na política municipal. Diversos vereadores foram convidados, mas até o momento nenhum aceitou. E muitos terão de aceitar convites de partidos maiores. É o caso de Paulo Tóri (PPL) e Adi Cerutti (PSD), por exemplo. O tabuleiro está na mesa. É esperar para ver.


Área azul e fiscalização!

Em Estrela, o governo municipal finaliza a pintura das zonas azuis na área central. O objetivo é demarcar os espaços para estacionamento rotativo, com limite de 15 minutos. A medida é necessária em função da falta de rotatividade de veículos em alguns pontos do centro da cidade, mas alguns leitores questionam: quem vai fiscalizar? Para isso, sugerem a contratação dos fiscais de trânsito que realizaram concurso público em 2018.


Volta às aulas

Ex-secretário de Governo de Lajeado, Auri Heisser (PT) vai voltar aos estudos em 2020. Nas redes sociais, a esposa anunciou que um dos principais nomes recentes do PT está matriculado no Curso Superior de Tecnologia de Processos Gerenciais, no IFSUL, centro educacional conquistado pelos governos do PP e PT na cidade. Um grande exemplo. E Heisser participou deste tramite. Ah, e sobre o pleito de outubro, a participação dele ainda é uma incógnita.


Troca-troca

Em Teutônia, a vereadora Aline Kohl (PP) avalia convites para trocar de sigla. Houve rumores de que ela poderia migrar para o MDB. Entretanto, tudo indica que ela deve se filiar ao PPS. Por outro lado, o diretório estadual do PP ainda busca formas de mantê-la no partido, o que desagrada algumas alas municipais do Progressista.

bravo