Disponibilização de leitos

Hospital busca apoio para concluir UTI

Instituição precisa de R$ 1 milhão para finalizar obra e disponibilizar 10 leitos ao atendimento de pacientes com coronavírus

Por

Hospital busca apoio para concluir UTI
Encantado
Pensar O Vale

A administração do Hospital Beneficente Santa Terezinha encaminhou ofícios, na semana passada, solicitando recursos para agilizar a construção da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Os documentos foram repassados para a câmara de vereadores, 16ª Coordenadoria Regional de Saúde e governo do Estado.
A casa de saúde necessita R$ 1 milhão para finalizar os 10 leitos da UTI. Caso o recurso seja liberado, a estimativa é ter a obra pronta em um prazo de dois meses. “Dependendo do tempo que durar a pandemia, a ala já poderia ser utilizada para atender casos do coronavírus”, sustenta o administrador, Evandro Klein.

Atualmente, a casa de saúde já possui seis leitos destinado para o isolamento de pacientes com coronavírus. Atendimentos e coleta de materiais são realizados no pronto socorro hospitalar.

Klein reforça que o hospital está integrado ao Plano de Contingência do Coronavírus em Encantado e já reduziu a possibilidade de visitas e cirurgias eletivas devido à possibilidade de surgimento de pacientes infectados pela covid-19.

Investimento

A construção de um prédio com cerca de 10 mil metros quadrados onde funcionará a UTI iniciou em fevereiro de 2017. Até o momento, foi investido cerca de R$ 7,8 milhões na obra. A maior parte do valor oriunda da rede São Camilo.
O outro montante são R$ 500 mil de emenda parlamentar de Jerônimo Goergen (PP) e R$ 607 mil da Consulta Popular de 2018. Esses valores são utilizados para compra de equipamentos.

Conforme Klein, para a obra da UTI ser finalizada resta ainda a construção das divisórias com gesso, climatização, rede de gás e a parte elétrica e hidráulica. A administração hospitalar também aguarda a instalação de um elevador já adquirido.

A UTI ficará no primeiro andar do prédio. Ao total serão oito andares que abrigarão ainda farmácia, bloco cirúrgico, centro obstétrico, Central de Material Esterilizado (CME) e espaço para futuros leitos de internação.

Conforme Klein, além de atender de forma momentânea os casos de coronavírus, o Hospital Santa Terezinha poderá se tornar referência em procedimentos cirúrgicos de média e baixa complexidade, traumatologia e otorrinolaringologia com o início das atividades da UTI.

Apoio da Assembleia

Presidente do Legislativo de Encantado, Diego Pretto, reforça a necessidade de agilizar a construção da UTI. “A comunidade de Encantado quer o fim dessa importante obra, inclusive com recursos municipais se for o caso”, defende.

O assunto também chegou ao presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo (PP). Em entrevista à Rádio A Hora, ele afirmou que encaminhará o pedido de apoio ao governador Eduardo Leite.

bravo