Bom exemplo

Voluntárias produzem mais de mil jalecos para profissionais de saúde

Itens descartáveis são confeccionados principalmente por alunas e diplomadas do curso de Design de Moda da Univates

Por

Voluntárias produzem mais de mil jalecos para profissionais de saúde
Vale do Taquari

Débora Schossler transformou o tédio do isolamento em ação prática no combate à pandemia do coronavírus. A confecção em que trabalha fechou na última sexta-feira, 20. Com tempo livre e necessidade de sentir útil durante a quarentena, a estudante do quinto semestre do curso de Design de Moda da Univates enviou um chamado às colegas. “Todo mundo começou a vir e querer ajudar Pensei que ia juntar umas três ou quatro, mas veio bastante gente”, diz.

Desde a manhã de terça-feira, elas trabalham na produção de jalecos descartáveis que serão encaminhados à Rede Básica de Saúde de Lajeado. A dona da fábrica onde Débora trabalha faz cerca de três anos, em Forquetinha, liberou a estrutura e se juntou ao grupo. “Acho importante ajudarmos neste momento, porque parou tudo”, diz a proprietária, Aline Arend.

O grupo é composto por 11 funcionárias da empresa e duas outras voluntárias. Cada uma ajuda como pode. Aline conta que sua sogra queria costurar, mas em função da idade, tem recomendação para ficar em casa. Ontem à tarde, ela preparou um bolo de chocolate para o lanche da equipe.

A primeira leva, com mais de 350 jalecos, deve ser despachada hoje. Com os cerca de mil metros de tecido que receberam, ela pretendem confeccionar 800 unidades. A orientação é não desperdiçar. Pequenos quadrados tecido que sobram são transformados em máscaras.


Engajamento

A iniciativa surgiu de uma demanda da Secretaria Municipal de Saúde por aventais e jalecos. A secretaria adquiriu os materiais e repassou à Univates. Para evitar aglomeração, a produção não ocorre na universidade. Parte das voluntárias costura na própria casa ou atelier.

“Algumas delas conseguiram envolver suas famílias e até colegas de trabalho, pois muitas trabalham em fábricas”, diz a coordenadora do curso, Josiane da Costa.

Atelier na garagem

A garagem de uma casa no bairro Universitário, em Lajeado, foi transformada em um pequeno atelier. Nele, Gabriela Fritsch e a mãe costuram aventais descartáveis para serem utilizados pelos profissionais do Hospital Bruno Born.

Gabriela é estudante do curso de design de moda da Univates e trabalha como modelista em uma confecção de roupas do bairro Montanha. “O pessoal lá parou realmente. Tem muitas mulheres com criança pequena e eu preferi não tirar elas de casa”, diz.

bravo